A ministra da Família, Corinne Cahen ©SIP – Yves Kortum.jpg

Em 11 de setembro de 2018 o Governo (DP, LSAP e Déi Gréng) anunciou a abertura de um novo abrigo nocturno com capacidade para acolher cerca de 200 a 250 pessoas sem-abrigo durante o inverno de 2019, bem como uma estrutura para albergar pessoas em perigo.

A estrutura de acolhimento, com um custo de 6,5 milhões de euros para o Estado, abriu este domingo, 01 de Dezembro, no arranque da ‘Acção de Inverno’ (‘Wanteraktioun’).

Habitualmente, a ‘Wanteraktioun’, realizada por várias Organizações Não-Governamentais [Inter-Actions, Caritas e Cruz Vermelha], em colaboração com o Ministério da Família e da Integração, decorre de 01 de dezembro a 31 de março, com o objetivo de dar abrigo aos moradores de rua durante os meses frios, quer seja de dia ou de noite, podendo ser antecipada ou prolongada mediantes as condições climatéricas.

François Bausch et Corinne Cahen ont assisté à la pose officielle des premiers éléments de bois de deux nouvelles structures d’hébergement d’urgence à Findel. Foto: ©MDDI
François Bausch et Corinne Cahen ont assisté à la pose officielle des premiers éléments de bois de deux nouvelles structures d’hébergement d’urgence à Findel. 11.09.2018 – Foto: ©MDDI

O novo abrigo, junto ao Findel, tem capacidade para acolher 250 pessoas sem-abrigo, possuindo 12 dormitórios. Há dois dormitórios destinados só a mulheres e quatro para famílias.

Uma das novidades é que os sem-abrigo que tiverem animais de estimação poderão ter o animal a pernoitar a seu lado, devidamente acondicionado numa gaiola portátil.

A nova estrutura pretende evitar que pessoas sem-abrigo morram nas ruas. Em 2018, 17 pessoas sem-abrigo morreram no país, três deles nas ruas do Luxemburgo vítimas do inverno rigoroso.

Publicidade