O Ministério Público do Luxemburgo pediu esta quarta-feira uma pena de 14 anos de prisão para o homem que atentou contra a vida do próprio pai com recurso a uma bomba artesanal.

O caso remota a 2016, quando um homem, de 41 anos, por causa de uma disputa de herança tentou matar o seu próprio progenitor, fazendo detonar uma bomba no automóvel do seu pai, em Bergem, no Luxemburgo. A vítima sobreviveu ao ataque, ficando com queimaduras.

Depois de duas sessões de julgamento no Tribunal do Luxemburgo, a sentença deste caso será conhecida no dia 31 de outubro.

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco via email para geral@lux24.lu.
Siga o LUX24 nas redes sociais. Use a #LUX24 nas suas publicações.
Faça download gratuito da nossa ‘app’ na Google Play ou na App Store.
Publicidade
Publicidade