O ministro dos Negócios Estrangeiros do Luxemburgo, Jean Asselborn – SCREENSHOT LUX24

O ministro luxemburguês dos Negócios Estrangeiros, Jean Asselborn, foi ameaçado de morte nas redes sociais, de acordo com uma publicação partilhada pelo ministro na sua conta na rede social Facebook. Em causa está a sua posição relativa ao conflito entre a Palestina e Israel.

De acordo com a ameaça, o autor da mensagem – alegadamente um cidadão residente no Luxemburgo – “profetiza” a morte de Jean Asselborn “no espaço de um ano”, caso o ministro luxemburguês não mude a sua política para o Oriente Médio e se “mantiver” as suas convicções e políticas “pró-Palestina” e “anti-Israel”.

“Eu tenho um aviso profético para o político luxemburguês Sr. Asselborn, que é pró-Palestina e anti-Israel. Os seus dias estão contados, diz o Senhor. Quem abençoar Israel será abençoado, contudo quem amaldiçoar Israel será amaldiçoado. Tudo tem limites”, começa por escrever o alegado autor da ameaça.

Jean Asselborn ameaçado de morte nas redes sociais, 22.06.2020 – FOTO Facebook

“Vejo o Sr. Asselborn a morrer, no espaço de um ano, se ele não mudar rapidamente o seu pensamento sobre a questão de Israel e Jerusalém. Senti o cheiro da morte”, continuam as ameaças.

“Não atire em mim, sou apenas o mensageiro. Mas não tenho medo de falar a Palavra do Senhor”, termina o autor da mensagem.

O ministro Jean Asselborn revelou, através do Facebook, que já encaminhou o caso para as autoridades policiais e judiciais competentes. O detentor da pasta dos Negócios Estrangeiros deixou ainda uma nota:

“Nos meus quase 16 anos de ministro dos Negócios Estrangeiros, nunca fui anti-Israel ou pró-Palestina. Mas eu fiz o meu melhor, e continuarei a fazê-lo, para ajudar os israelitas em Israel e os palestinos a viverem em segurança e com dignidade no seu próprio estado. Isso dentro dos limites de 1967. Ambos lado a lado. A solução de dois Estados, com Jerusalém como a capital dos dois estados. Neste contexto, estou a trabalhar arduamente para garantir que uma anexação israelita de grandes partes da Cisjordânia não seja permitida. As anexações são sempre contrárias aos princípios do direito internacional, na Crimeia ou na Jordânia”, escreveu Jean Asselborn na rede social Facebook.

Geschter Owend huet ee vun eisen Diplomate mer folgende Post ob Linkedin zougestallt:Fräi iwwersat op…

Publiée par Jean Asselborn sur Lundi 22 juin 2020

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões ou sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade

Todas as notícias e conteúdos no LUX24 são e continuarão a ser disponibilizadas gratuitamente, mas nunca como agora precisamos da sua ajuda para continuar a prestar o nosso serviço público.

Somos uma asbl – associação sem fins lucrativos – e não temos qualquer apoio estatal ou institucional, apesar do serviço público que diariamente fazemos em prol da comunidade portuguesa e lusófona residente no Luxemburgo, e já sentimos o efeito da redução da publicidade, que nos garante a manutenção do nosso jornal online.

A imprensa livre não existe nem sobrevive, sem o suporte activo dos seus leitores – sobretudo em épocas como esta, quando as receitas de publicidade se reduziram abruptamente, e nós continuamos a trabalhar a 100%.

Só lhe pedimos que esteja connosco nesta hora e nos possa ajudar com o seu donativo, seja ele de que valor for. Prometemos que continuaremos a ser a sua companhia de todas as horas.

Pode fazer o seu donativo por transferência bancária para a conta do LUX24:
IBAN: LU790250045896982000
Código BIC: BMECLULL

LUX24 asbl
#VaiFicarTudoBem

Publicidade