Desemprego parcial - lay-off - IMAGEM © ME

Comité de Conjuntura deu parecer favorável para que 1.338 empresas, no Luxemburgo, possam recorrer ao ‘lay-off’ (desemprego parcial) no próximo mês de fevereiro de 2022, uma medida que afectará 13.500 trabalhadores, revelou hoje (26) o Ministério da Economia.

comité revelou que dos 1.338 pedidos, 859 estão relacionados com a situação económica relacionada com a crise pandémica da Covid-19.

“59 pedidos dizem respeito ao sector da indústria transformadora, 419 são considerados caso de força maior (dos quais 10 dizem respeito a empresas ainda em estado de calamidade na sequência das cheias de 14 e 15 de julho de 2021), enquanto 409 pedidos são provenientes de empresas que directamente afectadas pelo encerramento administrativo de restaurantes, cafés e discotecas às 23h00 em vigor desde 25 de dezembro de 2021), e, por fim, um pedido está relacionado com a dependência económica”, revela a tutela em comunicado.

Recorde-se que, ao abrigo do ‘lay-off’, os patrões comprometem-se a não despedirem funcionários por razões económicas, sendo que o Governo assume 80% do salário do empregado [até um limite máximo de 250% do salário mínimo social].

ND // ND

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade