A Horesca, federação que representa o sector da hotelaria e restauração no Luxemburgo, pediu hoje “respeito” aos seus associados afim de evitar um segundo encerramento parcial ou total dos estabelecimentos do país devido ao aumento acentuado de novas infecções por Covid-19 registadas no país.

O apelo acontece um dia antes de um Conselho de Ministros extraordinário, agendado para este sábado, dia 17, que poderá ditar o agravamento das medidas de restrição no combate ao Covid-19 no Grão-Ducado.

Em caso de novo encerramento “parcial ou total” de cafés, restaurantes, bares e hotéis, a federação teme “efeitos graves” para um sector que foi “fortemente” afectado pela crise pandémica.

Em comunicado, a Horesca apelo aos seus associados para que “respeitem as regras sanitárias em vigor de forma a evitar um segundo encerramento” dos estabelecimentos comerciais, pedindo para que se cumpram horários de encerramento, distanciamento e outras medidas em vigor.

Recorde-se que, de acordo com as regras em vigor, os estabelecimentos devem fechar no máximo à meia-noite, servir apenas clientes sentados, o limite de pessoas por mesa são 10 (excepto se forem pessoas do mesmo agregado familiar), distância social de 1,5 metros entre mesas, uso de máscara obrigatório quando o cliente não está sentado e para os trabalhadores.

As multas podem chegar aos 4.000 euros para proprietários e clientes. Em caso de reincidência as coimas podem chegar aos 8.000 euros.

De acordo com os dados oficiais hoje revelados, o Luxemburgo contabiliza um total de 133 mortes 10.471 casos de infecção por Covid-19, desde que foi conhecido o primeiro caso no país no final de fevereiro de 2020.

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões ou sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade

Todas as notícias e conteúdos no LUX24 são e continuarão a ser disponibilizadas gratuitamente, mas nunca como agora precisamos da sua ajuda para continuar a prestar o nosso serviço público.

Somos uma asbl – associação sem fins lucrativos – e não temos qualquer apoio estatal ou institucional, apesar do serviço público que diariamente fazemos em prol da comunidade portuguesa e lusófona residente no Luxemburgo, e já sentimos o efeito da redução da publicidade, que nos garante a manutenção do nosso jornal online.

A imprensa livre não existe nem sobrevive, sem o suporte activo dos seus leitores – sobretudo em épocas como esta, quando as receitas de publicidade se reduziram abruptamente, e nós continuamos a trabalhar a 100%.

Só lhe pedimos que esteja connosco nesta hora e nos possa ajudar com o seu donativo, seja ele de que valor for. Prometemos que continuaremos a ser a sua companhia de todas as horas.

Pode fazer o seu donativo por transferência bancária para a conta do LUX24:
IBAN: LU790250045896982000
Código BIC: BMECLULL

LUX24 asbl
#VaiFicarTudoBem

Publicidade