Um homem que em janeiro de 2015 assassinou a ex-mulher em Esch-sur-Alzette, no Luxemburgo, arrisca pena de prisão perpétua.

O homem, hoje com 59 anos, é acusado de homicídio voluntário com premeditação.

No recurso, e tal como há sete meses no Tribunal de Luxemburgo, o Ministério Público voltou a pedir pena de prisão perpétua para o indivíduo por homicídio premeditado da ex-mulher, de 48 anos.

Tudo aconteceu em janeiro de 2015 quando a vítima foi baleada seis vezes no quintal de uma casa em Esch-sur-Alzette.

A decisão do Tribunal de Recurso será conhecida a 12 de fevereiro.

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco via email para geral@lux24.lu.
Siga o LUX24 nas redes sociais. Use a #LUX24 nas suas publicações.
Faça download gratuito da nossa ‘app’ na Google Play ou na App Store.
Publicidade
Publicidade