(de g. à dr.) Thomas Georges, CEO ArcelorMittal Differdange ; Nazzareno Beni, représentant de la délégation, ArcelorMittal ; Georges Conter, représentant de la delegation, ArcelorMittal ; Michel Wurth, président d’ArcelorMittal ; S.A.R. le Grand-Duc héritier ; Franz Fayot, ministre de l’Économie ; Christiane Brassel-Rauch, bourgmestre de la Ville de Differdange ; Tom Ulveling, 1er échevin de la Ville de Differdange ; Roland Bastian, Country Head ArcelorMittal Luxembourg ©ArcelorMittal / Emmanuel Claude

DIFFERDANGE. O Grão-Duque herdeiro do Luxemburgo, Guillaume, visitou esta manhã as instalações da Arcelor Mittal, em Differdange.

Esta visita, na qual foi acompanhado pelo ministro da Economia, Franz Fayot, surge após o anúncio de investimentos na casa dos 50 milhões de euros naquela unidade de produção da gigante mundial do aço. Os investimentos – que deverão atingir os 70 milhões até 2025 –  permitirão “desenvolver novos produtos e garantir a sustentabilidade das fábricas” do grupo.

Recorde-se que a Arcelor Mittal, afectada pela crise da Covid-19 e pela crise económica, vai suprimir 500 postos de trabalho até 2025.

No Luxemburgo, a gigante mundial do aço tem oito unidades de produção, onde, em 2020, foram produzidas 1,9 milhões de toneladas de aço bruto, principalmente para exportação.

Actualmente, a Arcelor Mittal emprega 3.662 pessoas no Luxemburgo, incluindo 700 em Differdange.

Ler comunicado do Governo AQUI.

ND // ND

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade