Aristides de Sousa Mendes / Exposição / Arquivos Nacionais do Luxemburgo

O Grão-Duque Henri do Luxemburgo vai esta sexta-feira (14) visitar a exposição “Aristides de Sousa Mendes, um cônsul português entre a consciência humana e a razão de Estado”, patente nos Arquivos Nacionais do Luxemburgo.

O soberano Luxemburguês será recebido pela directora dos Arquivos Nacionais do Luxemburgo, Josée Kirps, na presença da Secretária de Estado Adjunta do Ministro da Cultura e do Património Cultural de Portugal, Ângela Ferreira, e do Embaixador de Portugal no Luxemburgo, António Gamito.

A exposição, no âmbito da presidência luxemburguesa da Aliança Internacional para a Memória do Holocausto, pretende destacar as relações luso-luxemburguesas através desta exposição dedicada a Aristides de Sousa Mendes (1885-1954).

Na sua função de cônsul-geral de Portugal em Bordéus, Aristides de Sousa Mendes salvou a vida de milhares de refugiados. O cônsul ajudou igualmente muitos luxemburgueses e a família grã-ducal do Luxemburgo a escapar ao nazismo ao emitir milhares vistos sem autorização do Governo de Salazar, em plena II Guerra Mundial.

A mostra, que conta com a exposição de objectos, documentos e fotografias, dos arquivos da Casa Grã-Ducal, decorre sob o Alto patrocínio de Suas Altezas Reais, o Grão-Duque Henri e a Grã-Duquesa Maria Teresa, bem como do Presidente da República Portuguesa, Marcelo Rebelo de Sousa. A mostra pode ainda ser vista até 22 de Fevereiro de 2020.

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões ou sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade