The Grand Duke of Luxembourg, Henri (L) and Portuguese President, Marcelo Rebelo de Sousa, on arrival at Praça do Imperio on the first day of a two day visit to Portugal, in Lisbon, 11 May 2022. JOSE SENA GOULAOLUSA

O Grão-Duque Henri, o soberano do Luxemburgo, elogiou hoje a evolução de Portugal na última década, destacando os sectores da energia e digital, e considerou que há enormes possibilidades de cooperação entre os dois países.

O chefe de Estado do Luxemburgo falava no Palácio de Belém, em Lisboa, onde, juntamente com a Grã-Duquesa Maria Teresa, foi hoje recebido pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, no início de uma visita de Estado de dois dias, a segunda que realizam a Portugal.

Numa intervenção em francês, o Grão-Duque Henri recordou a visita que Marcelo Rebelo de Sousa fez ao Grão-Ducado do Luxemburgo em maio de 2017 e manifestou-se ficado impressionado “com a sua energia, com a sua empatia” com a população, que no seu entender “toca todos os portugueses do mundo”.

Depois, referiu-se à visita de Estado que realizou a Portugal em 2010 – a convite do então Presidente da República Aníbal Cavaco Silva, com passagens por Lisboa e Coimbra – e à evolução do país desde então.

“Há doze anos, quando fiz a primeira visita de Estado, Portugal era evidentemente um país em pleno desenvolvimento, mas a mudança que houve numa década é absolutamente notável, em todos os domínios”, considerou.

O Grão-Duque do Luxemburgo destacou que “em matéria de energia, por exemplo, a energia solar, a energia eólica, as energias hidráulicas representam hoje em dia 60% da energia total de Portugal”, observando: “É imenso. Estão a fazer esta transição que é absolutamente notável”.

Portuguese President, Marcelo Rebelo de Sousa (R), welcomes the Grand Duke of Luxembourg, Henri (C), and his wife Maria Teresa Mestre e Batista, on arrival at Belem Palace on the first day of a two day visit to Portugal, in Lisbon, 11 May 2022. JOSE SENA GOULAOLUSA

“Em tudo o que é digital estão em pleno desenvolvimento, graças às vossas universidades e centros de pesquisa formidáveis”, prosseguiu.

Por outro lado, realçou os projectos relacionados com o sector aeroespacial nos Açores, concluindo que há um enorme número de diferentes possibilidades de cooperação com Portugal.

Sobre os mais de 90 mil portugueses residentes no Luxemburgo, que segundo o Observatório da Emigração representam cerca de 15% da população deste Estado-membro da União Europeia, declarou-se reconhecido “pelo contributo que deram para a construção económica do país”.

O Grão-Duque Henri, chefe de Estado do Luxemburgo desde outubro de 2000, assinalou que é “verdadeiramente excepcional” realizar uma segunda visita de Estado a um país e que isso se deve à também “relação excepcional” com Portugal.

Nesta visita de Estado, o casal grão-ducal do Luxemburgo estão acompanhados por quatro ministros, incluindo os responsáveis pelos Negócios Estrangeiros, Economia e Finanças.

The Grand Duke of Luxembourg, Henri (C) and Portuguese President, Marcelo Rebelo de Sousa (C-L), during the military parade on arrival at Praça do Imperio on the first day of a two day visit to Portugal, in Lisbon, 11 May 2022. JOSE SENA GOULAOLUSA

Hoje, em Lisboa, os grão-duques estarão uma cerimónia de entrega das chaves da cidade, na Câmara Municipal, num passeio de eléctrico e num jantar oficial oferecido pelo Presidente da República.

Na quinta-feira, o programa inclui o encerramento de um fórum económico luso-luxemburguês num hotel de Lisboa, um encontro e almoço de trabalho com o primeiro-ministro, António Costa, uma visita a uma exposição em Cascais e uma cerimónia de doutoramento ‘honoris causa’ do Grão-Duque do Luxemburgo pela Universidade Nova de Lisboa.

ND com Lusa

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco via email para geral@lux24.lu.
Siga o LUX24 nas redes sociais. Use a #LUX24 nas suas publicações.
Faça download gratuito da nossa ‘app’ na Google Play ou na App Store.
Publicidade
Publicidade