Jean Kiesch © Europol

Considerado um dos criminosos “mais procurados” pelo Luxemburgo, Jean Marc Sirichai Kiesch, voltou a escapar à Justiça, desta vez em Espanha, onde tinha sido detido pelas autoridades em 10 de agosto de 2020.

Condenado em 1999 no Luxemburgo a 20 anos de cadeia pelo homicídio da mulher, Jean Kiesch, estava foragido à justiça luxemburguesa desde 2004. Em agosto do ano passado, ou seja 16 anos depois da fuga, foi detido em Huelva (Espanha).

Depois de recusar a sua entrega às autoridades luxemburguesas, o tribunal penal central de Madrid libertou-o agora, declarando que Jean Kiesch “era menor na altura dos factos cometidos”, pelo que as autoridades judiciárias espanholas são incapazes de reconhecer e fazer cumprir a decisão do Luxemburgo.

É que aquando do assassinato da sua esposa, Jean Kiesch tinha 18 anos de idade. Ou seja, maior de idade no Luxemburgo, mas considerado menor em Espanha.

Assim, a justiça luxemburguesa está de “mãos e pés atados” e a pena residual de 3.275 dias que lhe resta cumprir não será executada na Espanha, onde actualmente passou novamente a residir como homem livre.

ND // ND

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade