O empresário luxemburguês Flavio Becca foi hoje (04) condenado a dois anos de prisão, com pena suspensa, no âmbito de um processo de uso indevido, branqueamento e desvio de capitais, num caso que envolveu a compra de relógios de luxo.

O empresário do sector imobiliário foi ainda condenado ao pagamento de uma multa de 250.000 euros.

De acordo com a imprensa nacional, Becca, de 58 anos de idade, esteve implicado na compra de mais de 800 relógios de luxo, orçados em 17,9 milhões de euros.

Entre 2004 e 2011, Flavio Becca adquiriu esses relógios de luxo através de empresas próprias, embora nenhuma fosse do ramo da relojoaria.

Muitos dos relógios foram apreendidos pelas autoridades. Contudo, Flavio Becca terá ainda que pagar uma multa de 20.000 euros por cada relógio não foi apreendido, num total de 3.740.000 euros.

A defesa do empresário tem 40 dias para recorrer da sentença.

ND // ND

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade