O Governo luxemburguês, liderado pelo primeiro-ministro Xavier Bettel, vai destinar um envelope financeiro de 3,2 milhões de euros para nove centro culturais regionais, no Luxemburgo. Um aumento de 11,2% face a 2018, de acordo com a imprensa nacional.

A medida consta do plano de desenvolvimento cultural 2018-2028 e vai privilegiar espaços fora da capital do país.

Assim, os centros culturais Opderschmeltz (Dudelange), Trifolion (Echternach),  Kulturfabrik (Esch/Alzette), Cape (Ettelbruck),  Kinneksbond (Mamer), CUBE 521 (Marnach), Mierscher Kulturhaus (Mersch), Kulturhaus Niederanven e Prabbeli (Wiltz) vão dispor de um orçamento global que cresce dos 2,9 milhões de euros para 3,2 milhões de euros.

A ministra da Cultura, Sam Tanson, diz que o objetivo da medida passa por conseguir “uma distribuição equilibrada dos fundos públicos pelos diferentes centros culturais”, tendo em conta as “especificidades e realidades” de cada espaço cultural.

Publicidade