Os testes rápidos à saliva contra a Covid-19 poderão estar, “a médio prazo”, à venda nos supermercados no Luxemburgo. A possibilidade foi admitida pelo Director da Saúde, Jean-Claude Schmit, em declarações à rádio 100,7.

Apesar de serem “menos fiáveis” do que os testes PCR, os testes rápidos à saliva têm a vantagem de puderem ser feitos sem a presença de um profissional de saúde.

Recorde-se que o Ministério da Saúde tem estado a testar a eficácia dos testes rápidos à saliva, com o objectivo de introduzir este tipo de testes nas escolas e, posteriormente, à população em geral.

ND // ND

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade