Segurança acima de tudo. Este é o apelo que a central sindical OGBL lança aos comerciantes, mas também aos clientes, por ocasião da ‘Black Friday’, que amanhã se assinala também nas lojas do Luxemburgo.

“A segurança de todos deve ser garantida. Por ocasião da Black Friday, esta sexta-feira, 27 de Novembro, a OGBL sublinha a importância crucial de respeitar as medidas sanitárias em vigor nas lojas. Nas últimas semanas, observou-se um grande afluxo de clientes ao comércio no Luxemburgo, especialmente durante os fins-de-semana. Muitos trabalhadores do sector estão receosos sobre o fluxo esperado durante a Black Friday”, refere a OGBL em comunicado de imprensa.

A maior central sindical do país relembra que, pela lei em vigor, em lojas com mais de 400 m2 o número de pessoas permitido na área de vendas deve ser limitado a 1 pessoa por cada 10 m2 em todos os momentos.

“Ao contrário do que por vezes se tem vindo a observar nas últimas semanas, deve ser efectuado um controlo rigoroso do número de entradas e saídas de clientes”, sublinha a central sindical.

Além disso, apela a OGBL, todas as outras medidas sanitárias em vigor, nomeadamente o distanciamento social e o uso obrigatório de máscara, deverão ser sempre respeitadas.

“Por último, a OGBL sublinha que é da responsabilidade do empregador garantir a saúde e segurança dos trabalhadores e, por isso, apela às empresas para que façam tudo o que estiver ao seu alcance para proteger os seus funcionários/colaboradores e clientes da melhor forma possível”, remata o comunicado da OGBL.

Recorde-se que o Luxemburgo está desde hoje em confinamento parcial, com o encerramento de cafés, restaurantes e outros espaços públicos até 15 de Dezembro. O comércio mantém-se, contudo, aberto.

De acordo com os dados oficiais ontem divulgados, o Luxemburgo contabiliza agora um total de 288 mortes e 32.100 casos de infecção por Covid-19, desde que foi conhecido o primeiro caso no país no final de Fevereiro de 2020.

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade