A Festa Nacional (23 de junho) do Luxemburgo vai, este ano, decorrer em moldes diferentes dos habituais por causa do Covid-19, com vários cancelamentos e com diversas cerimónias sem público e/ou canceladas.

Nesta noite de segunda (22) para terça (23), não haverá o tradicional fogo-de-artifício na capital, não haverá o desfile das tochas pelas ruas da cidade do Luxemburgo. Esta noite não haverá ruas e bares cheios até de manhã. Não haverá concertos nem festa popular.

A noite mais aguardada do ano no Luxemburgo é este ano afectada pela pandemia do Covid-19 e muitas das cerimónias oficiais vão decorrer sem público. Outras foram canceladas.

A cerimónia religiosa do Te Deum, na Catedral de Notre-Damme foi cancelada, assim como o desfile militar na Avenue de la Liberte.

As cerimónias oficiais vão decorrer sem público e terão transmissão em directo, online, no site do Governo, a partir das 10:55 desta terça-feira (23).

Assim, esta terça-feira, a partir das 11:00, o Monumento Nacional da Solidariedade (‘Kanounenhiwwel’) vai receber a habitual homenagem típica da data, na presença do Grão-Duque Henri, do primeiro-ministro Xavier Bettel, do presidente da Câmara dos Deputados, Fernand Etgen, e da burgomestre da cidade do Luxemburgo, Lydie Polfer.

A cerimónia – sem público – conta ainda com a presença de outros membros do Governo, Câmara dos Deputados, autarquias, Conselho de Estado, Justiça, Exército, polícia e do corpo diplomático presente no país.

O programa inclui os discursos do Grão-Duque Henri, do presidente do Parlamento, Fernand Etgen, e do primeiro-ministro, Xavier Bettel.

A cerimónia oficial terminará com a tradicional salva de 21 tiros de canhão, a partir de Fetschenhaff.

POLÍCIA ATENTA

Embora a maioria das festividades populares tenha sido cancelada, a polícia luxemburguesa estará presente nas ruas com um “dispositivo reforçado”.

Os agentes terão a tarefa de controlar ajuntamentos espontâneos, bem como de controlar as medidas de distanciamento impostas em bares e restaurantes e esplanadas.

Apesar de ser noite de festa, todos os estabelecimentos terão que encerrar portas à meia-noite.

“Da mesma forma, a polícia acompanhará de perto a possível organização de festas ilegais e intervirá em caso de necessidade”, informou hoje a polícia em comunicado.

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco via email para geral@lux24.lu.
Siga o LUX24 nas redes sociais. Use a #LUX24 nas suas publicações.
Faça download gratuito da nossa ‘app’ na Google Play ou na App Store.
Publicidade
Publicidade