O Ministério do Interior, o sindicato de cidades e comunas luxemburguesas (SYVICOL) e o CGDIS vão assegurar a distribuição de máscaras cirúrgicas a toda a população, aos serviços das comunas e entidades similares, informou hoje o Governo.

De acordo com o primeiro-ministro, Xavier Bettel, cerca de “seis a sete milhões” de máscaras serão distribuídas pela população já a partir desta quinta-feira (16), aos residentes e trabalhadores.

Esta distribuição será organizada pelas 102 comunas do país, em coordenação com o Ministério do Interior e o CGDIS (corpo grão-ducal de incêndio e socorros).

“O CGDIS é responsável por entregar as máscaras ao sector municipal, enquanto a distribuição da população será assegurada pelos 102 municípios e começará na próxima semana”, refere um comunicado publicado esta noite pelo Governo.

“Os cidadãos serão informados do método e horário da distribuição pela respectiva comuna de residência”, acrescenta o documento.

A Ministra do Interior, Taina Bofferding, congratula-se com a “abordagem construtiva” da SYVICOL e dos municípios para “apoiar os esforços do Governo”.

O presidente da SYVICOL, Emile Eicher, elogiou a postura do Governo, que corresponde às ideias da SYVICOL, que considera que a responsabilidade pelo fornecimento de material de protecção à população “pertence nesta primeira fase ao Governo”.

A partir de segunda-feira, dia 20 de Abril, será obrigatório o uso de máscara e a “protecção oral” quando a distância de dois metros, entre duas pessoas, não puder ser respeitada. “Particularmente em lojas, correios, bancos, transportes públicos ou estaleiros de obras”, disse o primeiro-ministro Xavier Bettel, esta tarde, após o Conselho de Ministros.

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco via email para geral@lux24.lu.
Siga o LUX24 nas redes sociais. Use a #LUX24 nas suas publicações.
Faça download gratuito da nossa ‘app’ na Google Play ou na App Store.
Publicidade
Publicidade