A Ministra da Cultura do Luxemburgo, Sam Tanson, em conferência de imprensa, 07.01.2021 - SCREENSHOT LUX24

A Ministra da Cultura do Luxemburgo, Sam Tanson, anunciou hoje a reabertura dos espaços culturais como cinemas, teatros e museus, a partir da próxima semana, mas com muitas restrições por causa da pandemia da Covid-19. Cada sala de espectáculos não deverá ter mais do que 100 pessoas com máscara, é uma das regras.

Sam Tanson explicou que nas salas de espectáculos, o número de espectadores será “limitado a um máximo de 100”.

Os espectadores deverão usar máscara e permanecer sentados, com 2 metros de distância entre si (a menos que pertença ao mesmo agregado familiar).

Durante os espectáculos será proibida a venda de bebidas e/ou comidas.

Em museus, bibliotecas e outros centros de arte e exposições, as visitas guiadas serão com um máximo de 10 pessoas, com uso de máscara e a distância social.

Os artistas no palco não necessitam de usar máscara durante as representações/actuações.

Os horários dos eventos culturais deverão ser adaptados “para permitir que o recolher obrigatório respeitado”.

“Este é um dos sectores que mais sofreu com a pandemia e percebemos o quão importante é para a população” – Sam Tanson.

De acordo com a ministra, os cinemas de todo o país concordaram em reabrir suas portas na próxima quarta-feira, 13 de janeiro. Um prazo que lhes permitirá prepararem-se para as novas restrições impostas pelo Governo luxemburguês.

Para a “cultura amadora”, a ministra recordou que se aplicam as regras gerais para os ajuntamentos: A partir de 4 pessoas, deve-se usar máscara e manter 2 metros de distância, e entre 11 e 100 pessoas, deve-se permanecer sentado.

Sam Tanson deixou no entanto um aviso: “Se os números [da pandemia] piorarem, serão necessárias mais restrições”, alertou.

Sam Tanson revelou ainda que, até ao momento, foram pagos 1,5 milhões de euros aos organizadores de espectáculos a título de compensação por perdas financeiras.

A ministra da Cultura recordou ainda que o acesso ao estatuto de “artista intermitente” foi simplificado, sendo oferecida ajuda social mensal e/ou diária aos artistas. Para outros detalhes, os artistas deverão consultar o site do Ministério da Cultura. O pacote de relançamento da Cultura tem um total 5 milhões de euros.

Questionada sobre o encerramento do sector cultural, apesar da reabertura de empresas em determinados momentos de crise, a ministra reforçou a ideia que não há necessidade de “não colocar os sectores contra os outros” e que é preciso “ajuda mútua”.

 

Acompanhe a conferência de imprensa em directo com tradução simultânea em francês:

ND // ND

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco via email para geral@lux24.lu.
Siga o LUX24 nas redes sociais. Use a #LUX24 nas suas publicações.
Faça download gratuito da nossa ‘app’ na Google Play ou na App Store.
Publicidade
Publicidade