A imagem de Nossa Senhora de Fátima na igreja de Wiltz, 20.05.2020 – FOTO Domingos Oliveira / Facebook / Todos os Direitos de Autor Reservados

Quinta-feira de Ascensão no Luxemburgo é sinónimo de romaria e peregrinação ao Santuário de Nossa Senhora de Fátima, em Wiltz, no norte do Grão-Ducado.

Mas, devido à pandemia provocada pelo Covid-19, este ano tudo será diferente em Wiltz: Não há mais de 20.000 portugueses, cabo-verdianos e luxemburgueses nas ruas, não há as tradicionais cerimónias religiosas, não há os acampamentos e ‘churrascadas’ habituais ao longo das estradas que conduzem os fiéis e peregrinos até à colina ‘op Bässent’.

Em Wiltz, hoje, não há ruas cheias, comboios apinhados de gente, cheiro a frango assado, cafés a facturar como nunca, cantares, velas acesas, promessas pagas. Não há procissão até à colina. Não se cumprem os 13 passos até chegar à imagem de Nossa Senhora de Fátima, que não estará exposta aos fiéis no santuário.

Por razões de saúde pública a peregrinação foi cancelada e, tal como o Santuário de Fátima, em Portugal, também o Santuário de Nossa Senhora de Fátima, em Wiltz, estará hoje vazio de corpos, mas cheio na alma dos crentes.

Santuário de Fátima em Wiltz, 20.05.2020 – FOTO Domingos Oliveira / Facebook / Todos os Direitos de Autor Reservados

Muitos peregrinos fizeram-se à estrada, mas têm que cumprir as recomendações do Ministério da Saúde por causa do Covid-19. A polícia estará atenta aos infractores e promete não facilitar e, em caso de incumprimento, passar multas.

“Eu aconselho os peregrinos a que cumpram o que lhes é pedido para bem de todos e, pessoalmente, até diria que este ano devido ao vírus e a todas as mudanças provocadas na nossa vida, se podemos ir ao Santuário de Fátima com o coração e em espírito porquê não também não fazer o mesmo a Wiltz? Nossa Senhora entende os motivos… teremos é de perguntar se nós os entendemos?”, disse, ao LUX24, o padre Sérgio Mendes, da Comunidade de Língua Portuguesa Luxemburgo Centro.

Peregrinação a Wiltz – FOTO: CATHOL.lu/ FOTO DE ARQUIVO

“Este ano e neste tempo em toda a nossa vida aconteceram mudanças inesperadas. De facto, tudo se vive de uma forma diferente, mas não se deixa de viver. Wiltz e a sua celebração com multidão não é excepção. Não poderemos viver como estávamos habituados devido ao vírus, mas não vamos deixar de lembrar e viver de uma outra maneira. O único apelo é este: não podemos viver como gostaríamos, mas vamos vivenciar como podemos sem deixar de continuarmos a pedir a Maria, Nossa Senhora de Fátima o seu colo de mãe”, desafiou Sérgio Mendes.

Padre Sérgio Mendes, da Comunidade de língua portuguesa Luxemburgo Centro.

A mensagem do pároco português vem ao encontro da mensagem do cardeal Jean-Claude Hollerich que, em língua portuguesa, deixou uma mensagem aos portugueses e cidadãos lusófonos residentes no Luxemburgo.

Na mensagem em vídeo, Jean-Claude Hollerich apela a que “a tradicional peregrinação ao santuário de Nossa Senhora de Fátima e a procissão até à colina ‘op Bässent’ se faça em casa, através do coração e alma dos fiéis”.

 

 

A peregrinação ao Santuário de Nossa Senhora de Fátima, em Wiltz, junta todos os anos cerca de 20 mil fiéis, maioritariamente de origem portuguesa, cabo-verdianos, brasileiros, luxemburgueses e de muitas outras nacionalidades.

Para além das cerimónias religiosas, da fé e das convicções pessoais de cada um, Wiltz é também neste dia – Quinta-Feira da Ascensão – sinónimo de convívio e confraternização entre povos, entre imigrantes, entre quem dá a sua “contribuição em prol do desenvolvimento deste país”.

E Jean-Claude Hollerich, como tantas outras vezes já tem feito, não esqueceu o contributo dos imigrantes para o crescimento do Luxemburgo.

Mesmo sem celebrações, a igreja de Wiltz está aberta a quem quiser ir rezar, mas com regras, 20.05.2020 – FOTO Domingos Oliveira – Facebook – Todos os Direitos de Autor Reservados

“Compreendo o sofrimento vivido por causa do isolamento social que separa as famílias. Quero aproveitar esta ocasião para vos dizer que vos trago no meu coração. Jamais esquecerei a vossa imensa contribuição em prol do desenvolvimento deste país, a vossa fé e o vosso imenso amor pela Virgem Maria. As vossas manifestações de fé, a vossa presença e as vossas tradições enriquecem o país”, afirmou Jean-Claude Hollerich na sua mensagem.

O anúncio do cancelamento da procissão de Wiltz foi feito no dia 20 de março de 2020, por causa do Covid-19.

“A peregrinação a Nossa Senhora de Fátima, em «Baessent» (Wiltz), estava marcada para o Dia da Ascensão, 21 de maio de 2020, é cancelada. A comunidade lusófona é convidada a participar numa missa pontifical com procissão, na Cidade do Luxemburgo, no dia 13 de Outubro de 2020, no âmbito da peregrinação extraordinária à Consoladora dos Aflitos”, anunciou então a Igreja Católica do Luxemburgo.

Este ano, o cardeal português José Tolentino Mendonça era o convidado a presidir às cerimónias, em conjunto com o cardeal Hollerich. Ambos foram recentemente elevados a cardeais pelo Papa Francisco.

A imagem de Nossa Senhora de Fátima na igreja de Wiltz, 20.05.2020 – FOTO Domingos Oliveira / Facebook / Todos os Direitos de Autor Reservados

“Penso que o importante é sentirmos que não deixamos de recordar e viver Wiltz de uma outra maneira. Aliás, na História, Wiltz aconteceu como um grito de ajuda a Nossa Senhora de Fátima por causa da guerra. Então hoje tem um sentido maior de nós podermos continuar esse grito de ajuda e socorro por causa deste vírus. Actualizamos Wiltz, nos nossos dias e rezamos com igual amor à mãe que intercede por nós”, exortou o padre Sérgio Mendes.

Peregrinação a Wiltz – FOTO: CATHOL.lu / FOTO DE ARQUIVO

O padre português espera que as celebrações e peregrinação a Wiltz possa decorrer de forma normalizada em 2021.

“Espero, como toda a gente, que as coisas melhorem e, claro, que no próximo ano possamos voltar ao normal, sem esquecermos tudo aquilo que este vírus nos fez pensar. Penso que o pior que nos pode acontecer é que não aprendamos a lição”, rematou o padre Sérgio Mendes em declarações ao LUX24.

A mensagem de Jean-Claude Hollerich em português 

Cardeal do Luxemburgo exorta peregrinos de Wiltz a chegarem até à Virgem com a alma e o coração

Queridos irmãos e irmãs,

Esta semana celebramos a Ascensão e neste feriado temos sempre encontro marcado na tradicional peregrinação a Wiltz, no santuário de Nossa Senhora de Fátima.

Infelizmente este ano não vamos poder ir em procissão até ao alto da colina «op Bäessent» por causa desta pandemia que afeta a todos. Sei, porém, que aí estareis, mas apenas de alma e coração.

A peregrinação a Nossa Senhora de Fátima em Wiltz é um marco fundamental na nossa caminhada de fé. É um momento único e uma alegria enorme porque consegue juntar portugueses, luxemburgueses, cabo-verdianos, brasileiros e outros, na Igreja de Cristo que se reúne no Luxemburgo. Mas este ano só conseguimos chegar à Virgem através da nossa alma e do nosso coração.

Sinto no mais profundo do meu coração o sofrimento que viveis por causa do isolamento social que vos obriga a estar separados das vossas famílias.

Eu sei que não pensais apenas em vós, mas tendes sempre no vosso coração a preocupação pelos amigos, pela família em Portugal, em Cabo Verde e em todos os outros países de origem. Sei que muitos de vós estais tristes e amargurados porque estais longe das vossas famílias, por causa deste vírus. Vós estais aqui, mas o vosso coração está com os vossos pais, com os avós, os tios, os primos e outros familiares.

Não temais! A Mãe de Jesus e Nossa Mãe intercede por nós!

Santuário de Nossa Senhora de Fátima em Wiltz – FOTO LUX24

Ainda que este ano não possamos estar fisicamente junto da Virgem de Fátima, em Wiltz, Ela está sempre perto de nós, e a Deus ela nos confia. Por isso peço-vos que nas vossas casas, com as vossas famílias, rezeis a Nossa Senhora, pelas vítimas desta pandemia e também pelas vossas famílias que estão longe.

Maria é a Rainha da Misericórdia porque ela é a mãe de Jesus que é o rosto da misericórdia do Pai. O facto de Deus ter escolhido esta mulher concreta para se tornar a mãe do Verbo Eterno mostra que Deus tem um amor infinito pela natureza humana, ou seja, por cada homem, por cada mulher, por cada um de nós.

Quero aproveitar esta ocasião para dizer-vos que vos trago sempre no coração. Que nunca me esqueço do imenso contributo que dais ao desenvolvimento deste país, da vossa fé e do amor imenso que tendes à Virgem Maria. As vossas manifestações de Fé, a vossa presença e as vossas tradições enriquecem o país.

Coragem! Teremos com certeza oportunidade de nos encontrarmos brevemente! Mas este ano temos de ficar em casa.

E não esqueçais: “O meu Imaculado Coração será o teu refúgio e o caminho que te conduzirá até Deus”, disse a Virgem de Fátima na Cova da Iria.

Obrigado, e em nome de Deus recebei a minha bênção: Em Nome do Pai do Filho e do Espírito Santo. Ámen.

Luxemburgo, 19 maio de 2020

Jean-Claude Cardeal Hollerich
Arcebispo do Luxemburgo”

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões ou sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade

Todas as notícias e conteúdos no LUX24 são e continuarão a ser disponibilizadas gratuitamente, mas nunca como agora precisamos da sua ajuda para continuar a prestar o nosso serviço público.

Somos uma asbl – associação sem fins lucrativos – e não temos qualquer apoio estatal ou institucional, apesar do serviço público que diariamente fazemos em prol da comunidade portuguesa e lusófona residente no Luxemburgo, e já sentimos o efeito da redução da publicidade, que nos garante a manutenção do nosso jornal online.

A imprensa livre não existe nem sobrevive, sem o suporte activo dos seus leitores – sobretudo em épocas como esta, quando as receitas de publicidade se reduziram abruptamente, e nós continuamos a trabalhar a 100%.

Só lhe pedimos que esteja connosco nesta hora e nos possa ajudar com o seu donativo, seja ele de que valor for. Prometemos que continuaremos a ser a sua companhia de todas as horas.

Pode fazer o seu donativo por transferência bancária para a conta do LUX24:
IBAN: LU790250045896982000
Código BIC: BMECLULL

LUX24 asbl
#VaiFicarTudoBem

Publicidade