O ministro do Trabalho e do Desporto, Dan Kersch, em conferência de imprensa, 19.03.2020 - SCREENSHOT LUX24
O ministro do Trabalho, Dan Kersch, em conferência de imprensa, 19.03.2020 – SCREENSHOT LUX24

O Governo recebeu 3.200 pedidos de desemprego parcial (‘chômage partiel’) em virtude das medidas anunciadas para fazer face à pandemia do coronavírus Covid-19 no Luxemburgo.

O dado foi revelado esta tarde pelo ministro do Trabalho, Dan Kersch, durante uma conferência de imprensa conjunta com o ministro da Segurança Social, Romain Schneider.

“São milhares de trabalhadores afectados”, disse Dan Kersch, sem precisar o número de trabalhadores afectados por estes 3.200 pedidos.

“É um número enorme mas vamos fazer face para ajudar todo o mundo”, disse Dan Kersch, lembrando que apenas 80% dos salários são cobertos pelo desemprego parcial.

O ministro da Segurança Social, Romain Schneider, e o ministro do Trabalho, Dan Kersch, em conferência de imprensa, 19.03.2020 – SCREENSHOT LUX24

Dan Kersch referiu ainda que, face ao período de excepção que se vive, todos os sectores podem beneficiar destas medidas, mesmo aqueles que habitualmente não estão abrangidos.

Os formulários para estes pedidos serão simples de forma a facilitar procedimentos e acelerar pagamentos.

As empresas que, por determinação do Governo, estão obrigadas a fechar não necessitam de ter que passar pelo Comité de Conjuntura.

Perante o impacto do Covid-19 nas empresas e nos trabalhadores independentes no Luxemburgo, a Segurança Social e o Ministro da Segurança Social, Romain Schneider, tomaram uma série de medidas para apoiar as empresas e os trabalhadores independentes dando uma maior flexibilidade na gestão do pagamento de contribuições para a segurança social.

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade