Inundações no Luxemburgo, 15.07.2021 - FOTO © CGDIS / TWITTER

Foi uma noite e madrugada de sobressalto em todo o país, com as forças de socorro a não terem mãos a medir perante tantas solicitações devido às inundações um pouco por todo o Luxemburgo.

Os serviços meteorológicos MeteoLux colocaram ontem o país sob alerta amarelo (chuvas) e vermelho (para o risco de inundações) devido à previsão de queda de chuva e, infelizmente, o pior confirmou-se durante a última noite e madrugada.

Estradas inundadas, caves, casas e escolas com água, rios a transbordar, árvores tombadas é o cenário das últimas horas no Luxemburgo e que obrigou o Governo a activar a célula de crise.

Centenas de chamadas sobrecarregaram os serviços de socorro que, durante a noite e madrugada não tiveram mãos a medir, como comprova esta publicação do CGDIS:

🇱🇺Opgrond vum unhalende Reen an den doraus resultéierenden Iwwerschwemmungen ass de CGDIS op ville Plazen am Land am…

Posted by CGDIS – Corps grand-ducal d'incendie et de secours on Wednesday, July 14, 2021

Em Bertrange, o Miguel Pires já não foi a tempo de salvar o seu automóvel. Inundações no Luxemburgo, 14 e 15.07.2021 – FOTO © MIGUEL PIRES enviada ao LUX24

Perante a gravidade da situação, a prioridade das forças de socorro foi a protecção de infra-estruturas estratégicas e dar protecção às pessoas em perigo.

Perto da meia-noite, e com muitas zonas da cidade do Luxemburgo e de todo o país praticamente inundadas, a célula de crise do Governo, liderada pela ministra do Interior Taina Bofferding, reuniu-se cerca da meia-noite, com a presença de representantes do Ministério do Interior, Defesa e da Educação, do CGDIS, da Administração da Gestão da Água, da Administração das Estradas e Pontes, do Exército, Creos, MeteoLux, da Polícia Grão-Ducal, entre outros.

“Por favor, ligar para o 112 apenas se as pessoas estiverem em perigo, respectivamente em caso de emergência, acidente ou incêndio com risco de vida”, apela o Governo em comunicado.

As autoridades continuam a acompanhar de perto a situação. A população pode acompanhar a evolução da situação através das fontes oficiais: meteolux.lu, infocrise.lu, inondations.lu, @infocriseLU, @CGDISlux, @PoliceLux, bem como com os meios de comunicação social nacionais e jornais online no Luxemburgo, caso do LUX24.

  • Algumas escolas do país estão hoje fechadas, por precaução. Casos de Colmar-Bierg, Kospstal, Larochette e Rosport-Mompach.
  • O Ministério da Educação recomenda aos pais que verifiquem com as suas autoridades locais a abertura e disponibilidade de escolas e de estruturas de acolhimento de crianças.

Ao longo das últimas horas, as autoridades rodoviárias tiveram de intervir em cerca de 60 ocasiões.

Muitas ligações rodoviárias e ferroviárias estão hoje condicionadas. Os caminhos de ferro luxemburgueses (CFL) estão em constante actualização e há muitas ligações nacionais e transfronteiriças que foram suprimidas.

Inundações no Luxemburgo – Viaden – 15.07.2021 – FOTO © CAROLINA OLIVEIRA / FACEBOOK

O Luxemburgo está em alerta vermelho até, pelo menos ao meio-dia desta quinta-feira (15).

As autoridades alertam, no entanto, que apesar da chuva cair hoje com menos intensidade, o nível da água dos rios deverá continuar a subir durante esta quinta-feira.

Os rios Alzette, Sûre, Syre e Chiers estão no “vermelho”, nível máximo de alerta, enquanto a Mosella mantém-se no “amarelo”.

Outras informaçõeswww.inondations.lu/alerts.

Muitas estradas continuam a esta hora intransitáveis: 

  • A4          Nó de Cessange direcção Hollerich e Esch
  • A4/A13   Juncção de Esch, desde a capital, direcção a Schifflange
  • A4          entre Foetz, direcção a Esch
  • N1          Montée de Clausen
  • N8          Reckange (Mersch) – Brouch (Mersch)
  • N7          Place Dargent
  • N37        Echangeur Ehlerange (A13) – RP Twinerg
  • N12        Quatre-Vents – Kopstal
  • N10        Remich – Stadtbredimus
  • N10        Grundhof – Reisdorf
  • N12        Rollinger Grund
  • N16        Echangeur Altwies (A13) – Mondorf
  • N19        Reisdorf – Moesdorf
  • N27        Esch-Sur-Sûre – Lutzhausen
  • Rue des Hauts Fourneaux, cidade do Luxemburgo
  • CR101     Mamer – Kopstal
  • CR106C  Niederpallen – Reichlange
  • CR118     Mersch – Angelsberg
  • CR119     Fischbach (Mersch) – Ernzen
  • CR119     Larochette – Ernzen
  • CR121     Blumenthal – Mullerthal
  • CR122     Blaschette – Lorentzweiler
  • CR130A   Olm – Nospelt
  • CR132    Schuttrange – Oetrange
  • CR134    Manternach – Wecker
  • CR135    Wecker – Berbourg
  • CR136    Altrier – Hemstal
  • CR139    Herborn – Lellig
  • CR139    Echternach – Osweiler
  • CR141    Mompach – Mertert
  • CR143    Bavigne – Mecher (Haute-Sûre)
  • CR145    Canach – Beyren
  • CR145    N1 (Berg/Banzelt) – Betzdorf
  • CR148    Dalheim – Stadtbredimus
  • CR148    Rollingen – Assel
  • CR152b Schengen – Contz (F)
  • CR154    Alzingen-Syren
  • CR154    Syren – Dalheim
  • CR163    Leudelange – Schléiwenhaff
  • CR164    Foetz – Bergem
  • CR173    Schléiwenhaff – Leudelange
  • CR178    Reckange-sur-Mess – Roedgen
  • CR179    Leudelange – Cessange
  • CR233    Beggen (rue Henri Dunant)
  • CR345    Krackelshaff – Colmer
  • CR352    Lanscheid – Brandenbourg
  • CR356    Stegen – Folkendange
  • CR358    Medernach –Ermsdorf.

Na cidade do Luxemburgo, o rio Alzette inundou várias zonas da cidade, casos do Grund, da Pfaffenthal e de Clausen.

Em Ettelbruck, Beraldange, Clervaux, Livange, Ingeldorf, Steinsel, Bertrange, foram outros dos muitos locais a registarem inundações e cheias.

A situação mais grave regista-se, como habitualmente, em Ettelbruck, com o rio Alzette a transportar e a inundar toda as áreas adjacentes ao seu leito.

Felizmente, no Luxemburgo não há registo de feridos a lamentar. Apenas avultados danos materiais.

Notícia actualizada às 09:30, 15 de julho de 2021.

ND // ND

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco via email para geral@lux24.lu.
Siga o LUX24 nas redes sociais. Use a #LUX24 nas suas publicações.
Faça download gratuito da nossa ‘app’ na Google Play ou na App Store.
Publicidade
Publicidade