Estima-se que em 2019 cerca de 1.176 pessoas vivam com o vírus do HIV/Sida no Luxemburgo, segundo ministério da Saúde.

O número é revelado no âmbito do Dia Mundial de Luta Contra a Sida, efeméride que se assinala a 01 de dezembro.

Segundo o documento revelado pela tutela, 40 novos casos de infeção foram registados este ano no Luxemburgo, observando-se uma diminuição de novas infecções (60 casos em 2017; 48 casos em 2018; 40 casos em 2019, sendo 29 dos quais registados em novembro de 2019).

A sensibilização continua a ser a palavra-chave na luta contra a doença e, no Luxemburgo, estão, desde o passado dia 23, disponíveis auto-testes do Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV) em todas os supermercados Cactus do país.

Assim, em menos de 30 minutos, qualquer pessoa pode fazer o autodiagnóstico, sem receita médica.

“Ao incentivar a venda de dispositivos de autodiagnóstico do VIH nos supermercados, o Luxemburgo oferece uma opção de teste complementar do VIH que também ajuda a remover algumas barreiras ao diagnóstico”, refere um comunicado do Ministério da Saúde do Luxemburgo.

Estima-se que cerca de 37,9 milhões de pessoas no mundo vivam com o vírus de HIV.

Publicidade