A situação daria certamente uma boa parte de um dos filmes de Velocidade Furiosa (Fast & Furious).

Um português residente no Luxemburgo, António P., gosta de andar rápido, de acelerar, mas as consequências não se fizeram esperar: Em apenas seis meses foi multado 20 vezes por excesso de velocidade e por não ter carta de condução válida.

A inconsciência valeu-lhe o pagamento de 12.500 euros em multas em apenas seis meses, conta a edição alemã do jornal Luxemburger Wort.

Mas, pior: Graças à sua conduta, o imigrante português – para quem o dinheiro parece não custar a ganhar – foi proibido de conduzir nos próximos 10 anos e meio.

Sem carta de condução válida, António P. foi multado 20 vezes em seis meses, por excesso de velocidade, entre julho de 2016 e janeiro de 2017.

Por ser reincidente e por continuar a conduzir com carta de condução caducada foi levado a tribunal. Foi condenado a cinco meses de prisão, ao pagamento de mais uma multa de 5.000 euros e ficará 10 anos e meio inibido de conduzir.

O arguido ainda pode recorrer, mas impõe-se a pergunta, é agora que António P. vai renovar a sua carta de condução? Tem 10 anos para tal…

ND // ND

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade