Imagem: Greenpeace Luxembourg
Imagem: Greenpeace Luxembourg

 

A Greenpeace Luxemburgo inaugurou hoje um escritório móvel em Kirchberg, na capital luxemburguesa, para promover uma ação de defesa do ambiente, junto ao coração financeiro do Luxemburgo.

Até meados de dezembro, a Greenpeace quer discutir as alterações climáticas com cidadãos, políticos e o setor financeiro.

No local foi montada uma réplica da Torre Eiffel, que simboliza os acordos de Paris, e um escritório móvel, com a missão, explica a Greenpeace em comunicado, “alavancar os pontos fortes do setor financeiro para apoiar a transição para uma economia de baixo carbono e um futuro sustentável e resistente às mudanças climáticas”.

“Os impactos das mudanças climáticas afetam todo o planeta, incluindo o Luxemburgo. Temos que agir com urgência antes que os danos piorem”, alerta a ONG ambientalista.

A Greenpeace está “convencida” de que o setor financeiro do Luxemburgo pode desempenhar “um papel de liderança na proteção do clima global”.

“A transição para uma economia sustentável exigirá um esforço global concertado e uma grande realocação do capital dos investidores. O Luxemburgo, como centro financeiro global, deve assumir a sua responsabilidade pela proteção climática. O dinheiro não deve circular em torno dos combustíveis fósseis, como petróleo, gás e carvão. Precisamos redirecionar esse dinheiro para as energias renováveis e outros projetos de impacto positivo”, remata a Greenpeace.

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade