Anabela Almeida, mãe de Ana Lopes, fala com o LUX24 por vídeochamada, 12.01.2021

“A Ana pode finalmente descansar em paz”. Esta foi a primeira reacção da mãe da portuguesa Ana Lopes, assassinada e queimada no crime horrendo que, em janeiro de 2017, chocou a comunidade lusa no Luxemburgo.

Marco Silva, o único suspeito do crime, da ex-companheira foi hoje condenado a prisão perpétua pelo Tribunal do Luxemburgo.

Foi em lágrimas que Anabela Almeida, mãe de Ana, falou por vídeochamada com o LUX24 poucos minutos depois de ser conhecida a sentença.

“Foi feita justiça, apesar de ter a convicção de que ele [Marco Silva] não fez isto sozinho. Contudo, nada paga a vida da minha filha e já nada nem ninguém a traz de volta”, disse Anabela Almeida.

A leitura da sentença foi acompanhada pelo pai de Ana Lopes e por várias amigas da jovem. Do lado de Marco Silva nem um familiar para assistir à confirmação da condenação.

“Sinto que a Ana está finalmente em paz”, diz, em lágrimas, Anabela Almeida.

Após a leitura da sentença, ninguém ficou indiferente. As lágrimas rolaram pela cara do pai e das amigas que acompanharam o caso de perto.

Mas, para Anabela Almeida há “outra dor”. “A minha maior dor agora é quando o meu neto me chama mãe e eu não o consigo chamar de filho, pois sei que ele tem uma mãe, que infelizmente já não está entre nós”, diz.

Ângelo, de 5 anos (faz 6 dia 03 de março), filho da Ana Lopes e do então companheiro Marco Silva, está à guarda dos avós maternos.

Na leitura da sentença, o Tribunal do Luxemburgo condenou Marco Silva a prisão perpétua, considerando que foi o “mentor” e “autor” do crime horrendo, que o mesmo “premeditou”.

O colectivo de juízes considerou ainda que o alibi de Marco Silva foi “pouco credível”, assim como o depoimento contraditório de várias testemunhas durante o julgamento.

A defesa de Marco Silva vai recorrer da sentença.

O imigrante português está preso no Centro Penitenciário de Schrassig, no Luxemburgo.

ND // ND

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade