O Ministério Público (MP) revelou hoje (23) alguns pormenores sobre o incidente mortal da passada sexta-feira (20), durante um treino da equipa de infantis da Jeunesse d’Esch, em Esch-sur-Alzette, no Luxemburgo.

De acordo com a imprensa luxemburguesa, que cita o Ministério Público, a vítima mortal – que foi o homem que provocou toda a confusão – tinha 25 anos de idade.

Já o alegado homicida é um homem de 22 anos, foi detido e está em prisão preventiva no centro prisional de Sanem.

Segundo o MP, o homem, de 25 anos, que originou toda a confusão, terá agredido verbalmente e terá tentado agredir fisicamente – tinha duas facas na sua posse – “vários jogadores e treinadores” da equipa de infantis da Jeunesse.

O presidente da Jeunesse, Marc Theis, disse ao jornal Le Quotidien que o homem – que originou a confusão e acabou por morrer – “não pertencia ao clube” e que “em nenhum momento os jovens estiveram em perigo”.

Marc Theis referiu ainda àquele jornal que o agressor “não teria intenção de agredir as crianças”, mas “atacou um dos treinadores”. As razões para tal acto são desconhecidas.

Várias pessoas, que estavam no campo, perseguiram então o jovem de 25 anos – que se tentou livrar das armas brancas – e imobilizaram-no.

De acordo com a investigação, quando o agressor já não representaria perigo, um outro jovem, de 22 anos, que ajudou a imobilizar o agressor, terá agarrado numa das armas brancas e esfaqueou, com vários golpes, o indivíduo de 25. Terá ainda agredido a vítima mortal com uma pedra.

A vítima – que antes tinha sido o agressor – acabou por morrer na madrugada de sábado (21) no hospital na sequência dos graves ferimentos que sofreu numa perna e na cabeça durante a discussão.

O jovem, de 22 anos, foi detido e presente a um juiz de instrução. É acusado de homicídio e está preso preventivamente em Sanem.

ND // ND

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco via email para geral@lux24.lu.
Siga o LUX24 nas redes sociais. Use a #LUX24 nas suas publicações.
Faça download gratuito da nossa ‘app’ na Google Play ou na App Store.
Publicidade
Publicidade