O Luxemburgo, que hoje está em alerta amarelo devido ao calor e à poluição atmosférica, estará este sábado (18) em alerta vermelho e laranja, de acordo com as mais recentes previsões dos serviços meteorológicos do país (MeteoLux).

Hoje, o Grão-Ducado está sob aviso amarelo, mas as autoridades esperam para este sábado (18) elevadas temperaturas, que poderão atingir os 37°C e um elevada concentração de ozono.

Esta sexta-feira, o alerta amarelo para calor (máxima de 32°C) está em vigor até às 21:00, enquanto o aviso amarelo para a poluição atmosférica vigora até à meia-noite.

Este sábado (18), o norte do país está em alerta laranja entre as 12:00 e as 22:00, com as temperaturas máximas a oscilarem entre 33º e os 35ºC.

Para o sul do país está activo o alerta vermelho – o mais grave da escala – devido a temperaturas que podem rondar os 37°C.

Há ainda alerta laranja devido à elevada concentração de ozono, com o aviso válido entre as 12:00 e as 24:00 para todos o país.

Previsão meteorológica para sexta e sábado, 17 e 18 de junho de 2022, no Luxemburgo – FONTE METEOLUX (clicar na imagem para ampliar)

 Conselhos úteis para suportar as ondas de calor: 

  • Beba água regularmente em pequenas quantidades (duas a quatro vezes por hora), mesmo que não tenha sede. Beber, pelo menos, cerca de 1,5 litro de água.
  • Evite beber café e chá, pois são bebidas ricas em açúcar e/ou cafeína e têm efeito diurético.
  • Deve comer normalmente, mesmo que não tenha fome, privilegiando o consumo de frutas e legumes, ricos em minerais.
  • Evite sair à rua durante as horas de maior calor. Caso tenha mesmo de sair, procure locais com sombra.
  • Use roupas de cores claras, leves e que não sejam apertadas, de preferência de algodão ou linho.
  • Evite realizar esforço físico intenso e actividades desportivas nas horas de maior calor.
  • Mantenha as portas exteriores e janelas fechadas quando a temperatura exterior for superior à temperatura interior. Deve verificar o bom funcionamento de persianas e mantê-las baixas nas horas de maior calor.
  • Fique ‘vigilante’ em relação a algum vizinho mais idoso, que sofra de doença respiratória ou crónica e que viva sozinho. As pessoas mais velhas sentem menos sede e geralmente não notam os sinais de desidratação.

 POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA 

  • É recomendado às pessoas mais vulneráveis evitarem sair ou fazer actividades físicas prolongadas ao ar livre.
  • É ainda recomendado o uso dos transportes públicos e/ou a partilha de automóvel, respeitar as regras vigentes em matéria de controlo dos aquecimentos [das casas].
  • Nestas ocasiões, o Governo lembra ainda que, perante o cenário expectável, “é proibido queimar resíduos ao ar livre, pois essa combustão está na origem da formação de partículas finas”.
  • Também o trânsito nas auto-estradas costuma ser limitado à velocidade máxima de 90 km/h.

ND // ND

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade