O projecto musical “Voices”, de Max Richter, vai hoje ser transmitido por rádios de 34 países, incluindo no Luxemburgo, para assinalar o Dia Internacional dos Direitos Humanos, anunciou hoje a União Europeia de Radiodifusão (EBU, na sigla em inglês).

A iniciativa, à qual o Luxemburgo está associado – com a transmissão de “Voices” na rádio 100.7 pelas 20:00 de hoje -, pretende “promover uma mensagem de união através da música com a primeira transmissão radiofónica de ‘Voices’, de Max Richter, que incorpora texto da histórica Declaração Universal dos Direitos Humanos de 1948”.

Segundo comunicado da EBU, esta performance especial, a ser transmitida por 37 canais de rádio em 34 países, é produzida pela BBC Radio 3 e cocriada por Richter e pela sua parceira criativa Yulia Mahr.

O projecto vai ter difusão em países tão distantes como Luxemburgo, Alemanha, Austrália, Canadá, Dinamarca, Espanha, Estados Unidos, França, Hungria, Itália, entre muitos outros.

A transmissão da BBC Radio 3 vai ser apresentada por Elizabeth Alker e conta com a soprano Grace Davidson, a violinista Viktoria Mullova como solista, a atriz Sheila Atim como narradora, o coro Tenebrae, o ensemble Max Richter, com o próprio compositor nos teclados e eletrónica, sob direção do maestro Robert Ziegler.

“Voices” é constituído por 56 minutos de música para orquestra, coro, eletrónica e para soprano, violino e piano a solo.

“A orquestra é um ensemble radicalmente reimaginado chamado de ‘orquestra negativa’. Uma vez que o mundo foi virado de pernas para o ar, também o foram as proporções desta orquestra. É quase só baixos e violoncelos”, pode ler-se numa descrição da peça publicada no ‘site’ de Richter.

Para além da leitura por um narrador, centenas de outras vozes foram recolhidas pelo mundo fora a ler a Declaração Universal dos Direitos Humanos em dezenas de línguas. “São elas as ‘vozes’ do título”, acrescenta o texto.

“Voices” inspira-se nas primeiras palavras da declaração: “Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos”.

A peça demorou uma década a ser criada e teve a sua estreia em fevereiro deste ano, em Londres.

É a segunda vez que Richter se associa à EBU, depois de, na Páscoa, as oito horas de “Sleep” terem sido transmitidas por rádios de 20 países.

Today, on your favourite digital music service, you will find the International Voices edition of the opening track from…

Posted by Max Richter on Thursday, December 10, 2020

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade