As vendas a retalho aumentaram 0,8% na zona euro e 1,7% na União Europeia (UE) no passado mês de março, em comparação com o mesmo mês de 2021, segundo o Eurostat.

Já de acordo com dados do serviço estatístico comunitário, na comparação com fevereiro, o volume das vendas a retalho recuou 0,4% na zona euro e 0,2% na UE.

Na comparação com o período homólogo, a Eslovénia (25,6%), a Estónia (18,4%) e Malta (16,4%) são os Estados-membros onde o indicador mais cresceu, com os maiores recuos a serem registados na Dinamarca (-11%), Espanha (-4,8%) e Bélgica (-3,9%).

Em cadeia, as vendas a retalho tiveram as maiores quebras em Espanha (-4%), o Luxemburgo (-3,3%) e a França (-1,9%) e as subidas mais fortes ocorreram na Eslovénia (11,4%), Letónia (11,1%) e Hungria (7,3%).

Em Portugal, o volume das vendas a retalho subiu, em março, 11,9% na variação homóloga e 2,5% face a fevereiro.

No Luxemburgo, as vendas a retalho caíram 3,3% na comparação em cadeira (face a fevereiro) e desceram 3,2% em março na variação homóloga.

ND com Lusa

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade