A taxa de desemprego no conjunto da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Económico (OCDE) manteve-se estável em setembro nos 5,2% da população ativa, continuando no nível mais baixo desde abril de 1998, foi hoje divulgado.

A OCDE indicou hoje num comunicado que em setembro havia 33,1 milhões de pessoas desempregadas nos 36 países membros.

O pico de desemprego no denominado ‘clube’ dos países desenvolvidos ocorreu no primeiro trimestre de 2010, com uma taxa de 8,5%.

Na zona euro, a taxa de desemprego manteve-se pelo segundo mês consecutivo nos 7,5%.

O desemprego baixou no Luxemburgo três décimas para 5,4%, mas aumentou 0,3 pontos percentuais em Itália (para 9,9%) e 0,2 pontos percentuais em Portugal para os 6,6% em setembro, face a agosto.

A maior parte dos países europeus de fora da zona euro também registaram pequenas alterações nas suas taxas de desemprego, mas na Dinamarca o desemprego aumentou 0,2 pontos percentuais pelo terceiro mês consecutivo para 5,3%.

Fora da Europa, o desemprego manteve-se estável no México (3,6%) e desceu 0,2 pontos percentuais no Canadá (para 5,5%) e Estados Unidos (para 3,5%, o nível mais baixo desde 1969), porém subiu 0,3 pontos percentuais na Coreia do Sul (para 3,4%) e 0,2 pontos percentuais no Japão (para 2,4%).

Em setembro, a taxa de desemprego entre os jovens (entre os 15 e os 24 anos) estabilizou nos 11,4% na média dos países da OCDE e subiu 0,2 pontos percentuais na zona euro (para 15,9%) e 1,1 pontos percentuais no Japão (para 4,8%).

Nos EUA, a taxa de desemprego entre os jovens desceu 0,6 pontos percentuais para 8%, o nível mais baixo desde março de 1957.

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões ou sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade

Todas as notícias e conteúdos no LUX24 são e continuarão a ser disponibilizadas gratuitamente, mas nunca como agora precisamos da sua ajuda para continuar a prestar o nosso serviço público.

Somos uma asbl – associação sem fins lucrativos – e não temos qualquer apoio estatal ou institucional, apesar do serviço público que diariamente fazemos em prol da comunidade portuguesa e lusófona residente no Luxemburgo, e já sentimos o efeito da redução da publicidade, que nos garante a manutenção do nosso jornal online.

A imprensa livre não existe nem sobrevive, sem o suporte activo dos seus leitores – sobretudo em épocas como esta, quando as receitas de publicidade se reduziram abruptamente, e nós continuamos a trabalhar a 100%.

Só lhe pedimos que esteja connosco nesta hora e nos possa ajudar com o seu donativo, seja ele de que valor for. Prometemos que continuaremos a ser a sua companhia de todas as horas.

Pode fazer o seu donativo por transferência bancária para a conta do LUX24:
IBAN: LU790250045896982000
Código BIC: BMECLULL

LUX24 asbl
#VaiFicarTudoBem

Publicidade