Christine Lagarde - FOTO DR / Todos os Direitos Reservados

As perspectivas de crescimento a curto prazo na zona euro estão em baixa e as de inflação em alta, declarou hoje a presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde.

Uma guerra de “longa duração na Ucrânia permanece um risco importante” para o crescimento, sublinhou Lagarde, em conferência de imprensa, após a reunião de política monetária do BCE, alertando que a “probabilidade de uma recessão está a pairar mais no horizonte”.

Os riscos para as perspectivas de inflação estão “em alta”, acrescentou Lagarde, depois de em setembro a inflação homóloga ter ficado perto de 10% na zona euro.

A presidente do BCE apelou aos governos da zona euro para reduzirem o endividamento público.

“Os governos devem adoptar políticas orçamentais que mostrem que a sua determinação em reduzir progressivamente as taxas de endividamento público elevadas”, afirmou.

Lagarde indicou que na sua reunião de dezembro, o BCE tomará uma decisão sobre a redução do seu balanço, que aumentou bastante com os programas de compra de ativos adoptados nos últimos anos para manter as taxas de juro baixas e apoiar a economia.

No final da reunião de hoje, o BCE anunciou uma nova subida de 75 pontos base nas suas taxas de juro para travar a inflação recorde na zona euro.

Com esta subida, a terceira consecutiva e a segunda desta dimensão, a principal taxa de refinanciamento do BCE fica em 2%.

EO // JNM

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco via email para geral@lux24.lu.
Siga o LUX24 nas redes sociais. Use a #LUX24 nas suas publicações.
Faça download gratuito da nossa ‘app’ na Google Play ou na App Store.
Publicidade
Publicidade