A actividade comercial na zona euro contraiu-se em outubro, arrastada pelo sector dos serviços devido ao agravamento da pandemia da covid-19, pondo fim a três meses consecutivos de crescimento, anunciou a consultora Markit.

A estimativa ‘flash’ do índice composto PMI (Purchasing Managers’ Index) da actividade total na zona euro publicado pela empresa de consultoria Markit foi de 49,4 pontos em outubro, abaixo de 50 pontos que separa o crescimento do declínio e menos um ponto do que em setembro.

Embora o índice esteja apenas um ponto abaixo do verificado em setembro e longe dos mínimos registados na pior altura da pandemia, a Markit adverte que esta tendência “levanta a possibilidade de que a economia da zona possa voltar a contrair-se no quarto trimestre”.

A actividade empresarial foi prejudicada pelo fraco desempenho do sector dos serviços, que caiu pelo segundo mês consecutivo devido à “preocupação” com a pandemia, e não pôde ser compensado pela aceleração da produção industrial, que registou os melhores dados desde fevereiro de 2018.

O emprego caiu pelo oitavo mês consecutivo, embora a um ritmo mais moderado do que no pior momento da pandemia, devido à sobrecapacidade das empresas face à redução das encomendas pendentes, que coincidiu com uma nova descida dos preços médios cobrados.

Olhando para o futuro, as expectativas de actividade nos próximos 12 meses caíram para o seu nível mais baixo desde maio, tanto no sector transformador como, especialmente, no dos serviços.

A actividade na Alemanha registou um novo crescimento em outubro, mas a um ritmo ligeiramente mais lento devido aos serviços, enquanto em França registou uma deterioração pelo segundo mês consecutivo.

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões ou sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade

Todas as notícias e conteúdos no LUX24 são e continuarão a ser disponibilizadas gratuitamente, mas nunca como agora precisamos da sua ajuda para continuar a prestar o nosso serviço público.

Somos uma asbl – associação sem fins lucrativos – e não temos qualquer apoio estatal ou institucional, apesar do serviço público que diariamente fazemos em prol da comunidade portuguesa e lusófona residente no Luxemburgo, e já sentimos o efeito da redução da publicidade, que nos garante a manutenção do nosso jornal online.

A imprensa livre não existe nem sobrevive, sem o suporte activo dos seus leitores – sobretudo em épocas como esta, quando as receitas de publicidade se reduziram abruptamente, e nós continuamos a trabalhar a 100%.

Só lhe pedimos que esteja connosco nesta hora e nos possa ajudar com o seu donativo, seja ele de que valor for. Prometemos que continuaremos a ser a sua companhia de todas as horas.

Pode fazer o seu donativo por transferência bancária para a conta do LUX24:
IBAN: LU790250045896982000
Código BIC: BMECLULL

LUX24 asbl
#VaiFicarTudoBem

Publicidade