O treinador português Paulo Fonseca prometeu hoje que vai fazer da Roma uma equipa “competitiva e corajosa” na primeira liga italiana de futebol, salientando que vencer jogos não é suficiente.

Um dia depois de ter sido oficializado como técnico principal do clube da capital italiana para as próximas duas épocas, com a possibilidade de uma terceira, Paulo Fonseca concedeu uma entrevista no sítio oficial do novo clube.

“A única coisa que posso prometer é formar uma equipa competitiva e corajosa. Tenho a certeza de que construiremos uma equipa em que os adeptos possam ter orgulho. Isso vai acontecer, tenho a certeza. E se tivermos estes ingredientes, teremos mais chances de vencer ”, declarou.

Paulo Fonseca, que orientou os ucranianos do Shakhtar Donetsk nas últimas três temporadas, admitiu que vencer jogos é o principal objetivo, porém, quer ver as suas ideias implementadas no campo.

"I want to build something that can bring confidence and enthusiasm to the club and the supporters."Paulo Fonseca…

Publiée par AS Roma sur Mercredi 12 juin 2019

 

“Para mim não é suficiente ganhar. Eu gosto de ganhar, mas também quero ver nossas ideias implementadas no campo. Quero ver uma qualidade exibicional alta, que deixem os adeptos entusiasmados. Isso é muito importante para mim”, justificou.

Sobre a escolha de treinar no campeonato italiano e de orientar os ‘giallorossi’, o antigo treinador de Sporting de Braga, FC Porto e Paços de Ferreira confessou que é ambicioso e sempre teve intenção e o “sonho” de rumar a uma das “maiores ligas da Europa”.

“Eu sempre quis treinar numa das maiores ligas da Europa e Itália tem uma das ligas mais fortes. A Roma é um dos maiores clubes da Europa. Eu sou muito ambicioso e foi um dos principais objetivos da minha carreira. Quando surgiu esta oportunidade, depois de três anos de grande sucesso na Ucrânia, senti que era o momento certo para sair e tentar concretizar o meu sonho”, contou.

O português disse ainda que “não teve dúvidas” em aceitar o “desafio”, agradecendo ainda a oportunidade e confiança depositadas pelo presidente da Roma, James Pallotta.

No Shakhtar Donetsk, Paulo Fonseca conquistou três títulos de campeão nacional, três vezes a Taça da Ucrânia e uma Supertaça.

Publicidade