Miguel Oliveira - KTM - DOHA - QATAR - 2022 - FOTO © MIGUEL OLIVEIRA - FACEBOOK

O piloto português Miguel Oliveira (KTM) qualificou-se hoje na 14.ª posição para o Grande Prémio do Qatar de MotoGP, prova de abertura do Mundial de velocidade em motociclismo.

O piloto luso, que não conseguiu a qualificação directa para a segunda fase da qualificação, a Q2, fez a sua melhor volta em 1.53,819 minutos, tempo que lhe valeu o quarto lugar na Q1, a primeira fase da qualificação, falhando a passagem para a Q2.

Na terceira sessão de treinos livres, a última hipótese para conquistar um lugar na Q2, até foi o sétimo mais rápido, mas, no cômputo das três primeiras sessões, acabaria com o 14.º melhor tempo, a menos de duas décimas da 10.ª posição, que daria a passagem directa à segunda fase da qualificação.

No entanto, na quarta sessão de treinos livres, habitualmente usada para testar as afinações para a corrida, Miguel Oliveira demonstrou ter bom ritmo de corrida, ao ser sétimo, a 0,408 segundos do francês Johann Zarco (Ducati), o mais rápido.

Na sessão de qualificação, disputada já de noite e com o asfalto mais frio, o piloto de Almada, de 27 anos, lamentou a menor velocidade de ponta da sua mota comparativamente com as restantes, sobretudo no último sector do circuito de Losail, que tem a mais longa recta do Mundial, com mais de um quilómetro de extensão.

Miguel Oliveira – KTM – 2022 – FOTO © MIGUEL OLIVEIRA – FACEBOOK

“Não sabe nada bem ficar de fora da Q2, mas faltou um pouco de velocidade no final do último sector. Mas o ritmo estava bom, senti-me bem com a mota. Fizemos uma saída com o pneu macio, que não esperava usar. Vamos ver que pneu usar, começar bem, fazer duas boas voltas para estar numa boa posição e ser competitivo”, explicou.

Miguel Oliveira disse que a menor velocidade de ponta se ficou a dever às asas dianteiras montadas na sua KTM, para dar mais estabilidade e aderência, que são diferentes das escolhidas pelo companheiro de equipa, o sul-africano Brad Binder (KTM), que vai partir da sétima posição.

Ainda assim, Miguel Oliveira melhorou 0,711 segundos face ao melhor tempo que tinha feito na sexta-feira.

O mais rápido acabou por ser o espanhol Jorge Martín (Ducati), que conquistou a quinta ‘pole position’ da carreira em MotoGP em apenas 15 corridas disputadas.

Martín deixou o italiano Énea Bastianini (Ducati) a 0,147 segundos, com o espanhol Marc Márquez (Honda) em terceiro, a 0,272 segundos.

O GP do Qatar é a primeira de 21 corridas do Mundial de velocidade em Motociclismo, cuja quinta jornada se disputa no Autódromo Internacional do Algarve, em Portimão, a 24 de abril.

AGYR // AMG

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco via email para geral@lux24.lu.
Siga o LUX24 nas redes sociais. Use a #LUX24 nas suas publicações.
Faça download gratuito da nossa ‘app’ na Google Play ou na App Store.
Publicidade
Publicidade