Cristiano Ronaldo durante a sessão de treino da Seleção de Portugal, em Oeiras, 12.11.2019. FOTO: MIGUEL A. LOPES/LUSA

A seleção portuguesa de futebol fez hoje o primeiro treino de preparação para o embate de quinta-feira com a Lituânia, do Grupo B de apuramento para o Euro2020, numa sessão em que Cristiano Ronaldo participou, aparentemente, sem limitações.

Na Cidade do Futebol, em Oeiras, nos primeiros 15 minutos do treino, que foram abertos à comunicação social, o capitão da seleção nacional ‘aqueceu’ juntamente com os restantes companheiros e, nesse período, mostrou estar sem qualquer problema físico.

Ronaldo foi substituído nos últimos dois jogos da Juventus e o técnico da formação italiana, Maurizio Sarri, chegou a afirmar que o português estaria com um problema num dos joelhos.

No arranque do treino, o selecionador Fernando Santos contou com todos os 24 jogadores convocados, que realizaram os habituais exercícios de ‘aquecimento’, com e sem bola. Neste período, os três guarda-redes, como é habitual, trabalharam à parte.

Após o almoço, a comitiva lusa viaja até ao Algarve, onde na quinta-feira defronta a Lituânia, às 19:45, num encontro que terá arbitragem do francês Ruddy Buquet. Três dias depois, os campeões europeus jogam no Luxemburgo, na despedida do Grupo B.

O agrupamento é liderado pela Ucrânia (19 pontos, em sete jogos), seguido por Portugal (11, em seis), Sérvia (10, em seis), Luxemburgo (quatro, em seis) e Lituânia (um, em sete).

Em caso de vitória nos dois últimos jogos, Portugal assegura o segundo lugar do grupo e o apuramento direto para a fase final do próximo Europeu, independentemente dos resultados obtidos pela Sérvia.

Paciência assume boa temporada no Eintracht e quer a fase final

O futebolista Gonçalo Paciência, de regresso à seleção portuguesa após dois anos de ausência, assinalou hoje que está a fazer uma boa temporada no Eintracht Frankfurt e assumiu o desejo que estar na fase final do Euro2020.

“É uma satisfação enorme para mim. Estou muito feliz. A seleção nacional é o expoente máximo do que um jogador pode ter. Sinto o meu trabalho recompensado. Estou aqui porque tenho feito golos e jogado bem”, afirmou Gonçalo Paciência.

O jogador, de 25 anos, falava aos jornalistas em conferência de imprensa, na Cidade do Futebol, em Oeiras, minutos antes do primeiro treino de Portugal, que começou hoje a preparar o embate de quinta-feira com a Lituânia, do Grupo B de apuramento para o próximo Europeu.

“Temos que ser todos ambiciosos. Fui criado assim. Claramente, está no meu horizonte poder representar sempre Portugal. Esse é o objetivo de todos os jogadores, seja em Portugal, na China ou no Japão. Mas, para já, o mais importante são estes dois jogos com Lituânia e Luxemburgo”, referiu.

Gonçalo Paciência em conferência de imprensa, em Oeiras, antes do treino da Seleção de Portugal. 12.11.2019. FOTO: MIGUEL A. LOPES/LUSA

Paciência admitiu que está um “jogador diferente e mais maduro” desde que ingressou no Eintracht Frankfurt, no início da época 2018/19, e rejeitou entrar em comparações como seu pai, Domingos, que também foi avançado e internacional português.

“Se conseguir ter 50/60% do ele teve, já fico feliz. Não quero competir com ele. Para mim, ele é um exemplo”, confessou.

Questionado sobre uma possível lesão de Cristiano Ronaldo, o avançado brincou com a situação e garantiu que o capitão está a “100% na seleção”.

“Se está cá, é porque está em condições. Não sou médico. Gostava de ser um dia, mas não sou. Ainda não tive tempo para isso. Ele está a 100% na seleção e isso é mais importante. É o melhor do mundo”, frisou.

Formado no FC Porto, Gonçalo Paciência tem apenas uma internacionalização por Portugal, num particular com os Estados Unidos (1-1), em Leiria, em novembro de 2017, e leva esta temporada 23 jogos e nove golos em todas as competições pelo Eintracht Frankfurt.

O selecionador de Portugal, Fernando Santos, durante o treino da Seleção, em Oeiras, 12.11.2019. MIGUEL A. LOPES/LUSA

João Mário dispensado dos trabalhos da selecão portuguesa

O médio João Mário, um dos 25 convocados para os duelos de Portugal com Lituânia e Luxemburgo, de apuramento para o Euro2020 de futebol, foi ontem dispensado da seleção nacional, devido a problemas físicos.

De acordo com uma nota publicada no site oficial da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), no dia em que os jogadores se concentraram numa unidade hoteleira de Cascais, o médio do Lokomotiv Moscovo foi dado como “indisponível pela Unidade de Saúde e Performance” do organismo e “dispensado dos trabalhos”.

João Mário, que foi titular no último jogo de Portugal, em outubro, na Ucrânia (derrota por 2-1), junta-se a Pepe e Nelson Semedo nos nomes que já foram ‘riscados’ da convocatória inicial de Fernando Santos.

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões ou sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade