Cristiano Ronaldo e Jorge Mendes – Globe Soccer Awards 2018

O futebolista internacional português Cristiano Ronaldo e o empresário Jorge Mendes vão equipar totalmente duas unidades de cuidados intensivos no Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte (CHULN), anunciou hoje a unidade de saúde na sua página de Facebook.

Estes dois espaços, com dez camas cada, terão ventiladores, monitores cardíacos, bombas e seringas infusoras, equipamento essencial na assistência ao doente crítico com Covid-19, referiu.

“Estas unidades, designadas UCI [Unidade de Cuidados Intensivos] Jorge Mendes e UCI Cristiano Ronaldo serão, após o Plano Covid-19, reconvertidas e manter-se-ão como reforço da Medicina Intensiva que, antes da pandemia do novo coronavírus, contava com 31 camas, aumentando agora a sua capacidade para 51 camas”, sublinhou.

Na publicação, o centro hospitalar revelou ter activado a primeira unidade de cuidados intensivos dedicada ao doente crítico com Covid-19 a 06 de Março.

O CHULN, que integra os hospitais de Santa Maria e Pulido Valente, reforçou a sua capacidade de atendimento ao doente crítico Covid-19 e conta com oito unidades de cuidados intensivos, com uma capacidade total de 77 camas, que serão activadas em função da evolução das necessidades de internamento nesta área, adiantou.

“A Medicina Intensiva do CHULN é Centro de Referência Nacional para ECMO (dispositivo de circulação extracorporal), técnica essencial ao tratamento de doentes críticos com Covid-19 e apoia doentes críticos em todo o hospital e referenciados por outros hospitais”, ressalvou.

Estes dois nomes do mundo do futebol também vão equipar uma unidade de cuidados intensivos no Hospital de Santo António, no Porto.

Portugal regista 29 mortos por Covid-19 e 2.362 infectados, anunciou hoje o secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales.

O governante disse que há mais 302 casos de infecção relativamente a segunda-feira, um aumento de 15%, e que há 22 casos de pessoas recuperadas.

O secretário de Estado anunciou estes números, que constam do boletim epidemiológico da Direcção-Geral da Saúde, no início da habitual conferência de imprensa diária em Lisboa.

Portugal encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de quinta-feira e até às 23:59 de 02 de Abril.

Além disso, o Governo declarou dia 17 o estado de calamidade pública para o concelho de Ovar.

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões ou sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade