O Benfica conquistou a Supertaça feminina de andebol, a terceira do seu historial, ao vencer o Colégio de Gaia, por 33-23, em jogo disputado no Multiusos de Gondomar, em 17 de setembro de 2022 - FOTO © SPORT LISBOA E BENFICA / FACEBOOK

O Benfica conquistou hoje a Supertaça feminina de andebol, a terceira do seu historial, ao vencer o Colégio de Gaia, por 33-23 (15-14 ao intervalo), em jogo disputado no Multiusos de Gondomar.

O equilíbrio que se verificou no primeiro tempo e que estava reflectido ao intervalo desfez-se na segunda parte, período em que as encarnadas marcaram o dobro dos golos da equipa adversária (18 contra nove).

O Colégio de Gaia, uma equipa cem por cento amadora, ao contrário da benfiquista, bateu-se quase sempre de igual para igual durante a primeira parte, conseguiu até uma breve vantagem no marcador aos nove minutos (3-4) e teve na guarda-redes Catarina Ferreira a sua melhor unidade.

Catarina Ferreira conseguiu um punhado de boas defesas e a equipa de Gaia deveu-lhe, em boa medida, o facto de ter ido para o intervalo a perder por apenas um golo.

O Benfica, campeão nacional, fez um primeiro tempo irregular, com alguns bons momentos como na fase em que ganhava por três golos (8-5), mas também demonstrou previsibilidade no seu jogo e algumas dificuldades ante a grande mobilidade do Colégio de Gaia no processo ofensivo.

A segunda metade do jogo foi muito difícil para a equipa de Vila Nova de Gaia e mostrou as diferenças entre as duas equipas, com clara vantagem para o conjunto orientado por João Florêncio.

O Colégio de Gaia arriscou e foi surpreendido várias vezes pelas transições rápidas do opositor, muitas das quais deram golo para o Benfica.

Com nove minutos jogados na segunda parte, o Colégio de Gaia tinha dois golos marcados e o Benfica seis.

O fosso no marcador foi-se alargando a partir daí devido ao ritmo que o Benfica impôs e que o seu opositor não conseguiu acompanhar, por clara quebra física, que por sua vez originaram vários erros e más decisões.

O Colégio de Gaia ainda logrou encurtar a distância para três golos (23-20), mas esta reacção teve vida curta pois a equipa foi então penalizada com uma exclusão e o Benfica disparou em definitivo apontando 11 golos contra nenhum do seu oponente (31-20).

Restavam ainda seis minutos de jogo, mas nessa altura o Benfica já tinha uma mão firme na Supertaça e depois esperou que o encontro terminasse para festejar a conquista da Supertaça feminina de andebol 2022/23.

FICHA DE JOGO

Jogo no Pavilhão Desportivo Municipal de Gondomar

Benfica – Colégio de Gaia, 33-23.

Ao intervalo: 15-14.

Com arbitragem de Fernando Costa e Diogo Teixeira, as equipas alinharam e marcaram:

– Benfica (33): Ana Ursu, Mariana Costa (2), Viktoriya Borshchenko (6), Maria Unjanque (3), Nadia Rodrigues (4), Alina Molkova (4) e Denise Fernandes (3). Jogaram ainda Madalena Pereira, Jelsia Monteiro (2), Rute Fernandes (2), Adriana Lage (1), Isabel Magalhães Silva (1), Constança Sequeira (2), Luciano Rebelo, Mihaela Minciuna (3) e Isabel Ferrarin.

Treinador: João Florêncio.

– Colégio de Gaia (23): Catarina Ferreira, Filipa Costa (1), Bebiana Sabino (4), Helena Soares (2), Nair Pinho (1), Carolina Monteiro (5) e Ana Araújo. Jogaram ainda Joana Rocha, Ana Abreu (1), Catarina Reis, Catarina Silva, Mariana Rocha (4), Caroline Ladefoged (5), Rita Rodrigues, e Ema Santos e Maria Sousa.

Treinadora: Paula Marisa Castro.

Assistência: cerca de 300 espectadores.

AYM // NFO

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco via email para geral@lux24.lu.
Siga o LUX24 nas redes sociais. Use a #LUX24 nas suas publicações.
Faça download gratuito da nossa ‘app’ na Google Play ou na App Store.
Publicidade
Publicidade