O realizador dinamarquês Lars Von Trier em abril de 2019 . (Photo by Tariq Mikkel Khan / Ritzau Scanpix / AFP) / Denmark OUT

O realizador dinamarquês Lars von Trier, conhecido por produzir filmes como “Melancolia” e “Dancer in the Dark”, foi diagnosticado com a doença de Parkinson, anunciou a sua produtora.

A Zentropa explicou que divulgou as informações sobre o estado de saúde do cineasta antes da estreia da série “The Kingdom Exodus” no Festival de Cinema de Veneza, em setembro, para evitar especulações.

A produtora indicou que Lars von Trier, de 66 anos, foi diagnosticado com a doença neurológica no início do verão.

“Lars está bem-humorado e está a ser tratado”, disse a produtora Louise Vesth num comunicado, acrescentando que “o trabalho para completar ‘The Kingdom Exodus’ continua como planeado”.

Em 40 anos de cinema, o cineasta ganhou alguns dos mais prestigiados prémios internacionais de cinema, incluindo a Palma de Ouro do Festival de Cinema de Cannes por “Dancer in the Dark”.

Os seus filmes e os seus comentários também geraram controvérsia.

Lars von Trier foi banido de Cannes por sete anos depois de fazer comentários nazis durante uma conferência de imprensa em 2011.

Em 2018, o realizador voltou ao festival com o drama “The House That Jack Built”.

“The Kingdom Exodus” é a terceira e última temporada da série dinamarquesa “The Kingdom” (“O Reino”, em português) que estreou em 1994, mas não está disponível em todos os países.

JML // JH

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade
Publicidade