A ministra da Cultura, Graça Fonseca, e o ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira (ausente da foto), durante a conferência de imprensa onde apresentaram as medidas de apoio à economia e ao setor da cultura para mitigar os efeitos económicos do confinamento, Lisboa, 14 de janeiro 2021. ANTÓNIO COTRIM/LUSA

O Governo criou um programa de apoio ao sector da Cultura, com uma dotação global de 42 milhões de euros, numa primeira fase, que dará um apoio “universal, não concursal e a fundo perdido”, anunciou hoje a ministra Graça Fonseca.

O Garantir a Cultura, “no valor global de 42 milhões de euros”, numa primeira fase, é a “materialização do programa criado pela lei do Orçamento do Estado 2021 de apoio ao trabalho artístico”, afirmou a ministra da Cultura, Graça Fonseca, na conferência de imprensa de apresentação das medidas de apoio do Governo aos sectores mais afectados pelas restrições impostas pelo combate à pandemia da covid-19, a decorrer hoje à tarde no Palácio da Ajuda, em Lisboa.

Graça Fonseca sublinhou tratar-se de “apoio universal, não concursal e a fundo perdido”, que tem como destinatários: entidades colectivas (todas as empresas, salas de espectáculos, promotores, agentes, salas de cinema independentes, cineclubes, mas também pessoas singulares, como artistas, técnicos e autores).

CONSULTE NA ÍNTEGRA O DOCUMENTO COM AS MEDIDAS DE APOIO À CULTURA ABAIXO:

JRS // MAG

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco via email para geral@lux24.lu.
Siga o LUX24 nas redes sociais. Use a #LUX24 nas suas publicações.
Faça download gratuito da nossa ‘app’ na Google Play ou na App Store.
Publicidade
Publicidade