O espectáculo de leitura itinerante em português “O que o público deve ver”, imaginada por Fábio Godinho, terá lugar esta noite, 27 de outubro, no Grand Théâtre de la Ville du Luxembourg, em quatro sessões que levarão o os espectadores a uma visita guiada imaginária pelas ruas, os monumentos e os locais cultos de Lisboa, Portugal.

Em quatro sessões (18:30, 19:00, 20:00 e 20:30), através da escolha de textos de diferentes autores, Fábio Godinho e os actores do Teatro Nacional D. Maria II guiarão o público como se estivessem a caminhar por dentro da capital portuguesa que hoje atrai tantos turistas.

O público viaja mentalmente nesta Lisboa do Fernando Pessoa e mais amplamente no Portugal de Almeida Garrett, Antonio Tabucchi, Luís de Camões, e de Tiago Rodrigue, é também fazê-lo descobrir, ou redescobrir para alguns, os espaços físicos e os bastidores do teatro.

Escrever uma nova história simultaneamente, a de dois lugares que se cruzam, que inicialmente nada têm em comum – mas que através da história dos seus imigrantes – se encontram em 2020 para partilhar um espaço comum, entre ficção e realidade. Nasce uma nova zona sem países e sem fronteiras onde as histórias de um teatro e de uma cidade se misturam. Um encontro pela cidade das sete colinas na terra do vale dos sete castelos.

Os actores do Teatro Nacional D. Maria II vão ser por alguns momentos os guias num teatro que eles ainda não conhecem, e questionar as histórias de Lisboa, neste país que acolhe tantos portugueses.

Tudo começou com a vontade de viajar quando não podíamos sair, quando tudo parou e as viagens foram proibidas. A viagem, hoje acessível a todos por meio das novas plataformas, imobilizou todos os viajantes; os que procuram aventura, os que vão com a família e os que viajam para uma escapadela de fim de semana a uma cidade europeia.

Como podemos escapar de tudo quando não podemos nos mover? Como respirar num outro país, numa outra cidade?

A única maneira de fazer uma viagem durante o nosso confinamento era, e muitas vezes ainda é, a imaginação, a viagem mental. Encontrar essas cidades desconhecidas e invisíveis que existem na nossa imaginação. Viajar pelo pensamento no meio dessas cidades sem nunca ter estado lá, esses lugares que já conhecemos ou que não conhecemos, mas cujas imagens constroem a nossa própria cidade imaginária.

A escolha de Fernando Pessoa parecia ser óbvia para este percurso de uma viagem imaginária. Este escritor da “viagem” que no entanto – dos seus dezassete anos até a sua morte – nunca deixou Lisboa, é também o escritor dos sentidos, dos sonhos e da imaginação.

Esta visita guiada inspira-se em ‘What the tourist should see’ (O que o turista deve ver) um guia pessoal de Pessoa que dá ao turista – que chega a Lisboa de barco no início do século XX – um manual repleto de detalhes e percursos por Lisboa.

Fábio Godinho – FOTO DR – Antoine de Saint Phalle

OUTRAS INFORMAÇÕES:

Conceito e direcção artística: Fábio Godinho;
Textos: Luís de Camões, Almeida Garrett, Fernando Pessoa, Tiago Rodrigues, Antonio Tabucchi;
Com: António Fonseca, Beatriz Maia, Isabel Abreu, Marco Mendonça, Pedro Gil, Romeu Costa, Rui Silva, Sara Barros Leitão.

Acessibilidade: Espectáculo acessível para pessoas com mobilidade reduzida (informar no momento da reserva).

Para a sua segurança e de todos os intervenientes e no respeito das normas no combate à Covid19, o uso de máscara é obrigatório durante toda a visita.

Por motivos de organização, deve reservar os seus lugares com antecedência.

O bar do Grande Teatro estará excepcionalmente fechado.

Réservation par e-mail ou par téléphone au +352 4708951

Duração: 01:00
Tarifa única: 5 euros / Kulturpass bienvenu.

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco via email para geral@lux24.lu.
Siga o LUX24 nas redes sociais. Use a #LUX24 nas suas publicações.
Faça download gratuito da nossa ‘app’ na Google Play ou na App Store.
Publicidade
Publicidade