Preparem os dancing shoes (em inglês soa melhor) que a noite é para dançar!

Há muito que está esgotado e só alguns felizardos poderão esta sexta-feira (25) à noite lambuzar-se com os Cake, um dos mais interessantes projetos musicais dos anos 90 nos Estados Unidos.

Oito anos depois, a banda americana, liderada pelo génio de John McCrea, aterra novamente no Grão-Ducado.

Discos novos? Não há. Mas isso também não faz mal, porque a verdadeira magia sonora dos Cake já aconteceu nos idos 90 e no início de 2000.

Fashion Nugget (1996) foi, sem dúvida, o mais aclamado álbum da banda e um dos melhores discos da década. Funk, ska, pop, jazz, rap, country e rock. Está tudo lá. E nem faltaram os êxitos.

 

 

Uma cover inusitada de “I Will Survive”, da diva da música disco Gloria Gaynor, fez saltar a banda de Sacramento, Califórnia, para o mundo.

Prolonging the Magic (1998) e Comfort Eagle (2001), prolongaram o estado de graça da banda, que ia sofrendo alterações a nível no seu line-up.

Em Coimbra, na Queima das Fitas em 2005, o frontman da banda, John McCrea, ameaçou abandonar o palco, caso a organização não obrigasse as tendas das bebidas, onde era debitada dance music e tecno em decibéis muito para além do aceitável, a baixarem o volume durante a atuação do grupo.

A organização viu-se obrigada a aceder ao pedido e lá continuou a orgia degustativa de açúcar e calorias musicais.

Com sete álbuns de estúdio editados, os Cake sobem esta noite ao palco do den Atelier, na cidade do Luxemburgo. O concerto começa às 20:30, de acordo com a organização.

 

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade