D.H. Peligro, baterista dos Dead Kennedys - FOTO © Nikko Myers via Dead Kennedys/Facebook

O baterista da banda punk Dead Kennedys, D.H. Peligro, morreu na passada sexta-feira (28 de Outubro de 2022), aos 63 anos, confirmou o grupo norte-americano.

O músico faleceu na sua casa em Los Angeles, Califórnia, e a causa da morte terá sido um traumatismo na cabeça causado após uma alegada queda acidental, refere a banda nas suas redes sociais.

A polícia no local declarou que ele morreu de um trauma na cabeça causado por um queda acidental. Pedimos que respeitem a privacidade da família durante este momento difícil. Obrigado pelos vossos pensamentos e palavras de conforto“, escreveu a banda no Facebook.

Darren Eric Henley, mais conhecido como D.H. Peligro, entrou para os Dead Kennedys em 1981, nos primeiros anos de existência da banda.

Esteve no colectivo de 1981 a 1986. Entretanto, os Dead Kennedys separaram-se em dezembro de 1986, mas voltariam a reunir-se, em 2001, com D.H. Peligro na bateria, mas já sem o carismático vocalista e fundador Jello Biafra.

Durante a paragem dos Dead Kennedys, D.H. Peligro teve, em 1988, uma curta passagem pelos Red Hot Chilli Peppers.

Nos Dead Kennedys, D.H. Peligro participou em álbuns emblemáticos da banda como “In God We Trust, Inc.” (1981), “Plastic Surgery Disasters” (1982), “Frankenchrist” (1985) e “Bedtime for Democracy” (1986).

Hellnation” e “I Spy” foram duas das canções escritas pelo baterista.

 

ND // ND

A mais recente formação dos Dead Kennedys: D. H. Peligro (bateria), Ron “Skip” Greer (vocalista), Klaus Flouride (baixista) e East Bay Ray (guitarrista). Na foto, a banda está no backstage do concerto dado em Bilbau, Espanha, em 15 de Outubro de 2022. FOTO: DEAD KENNEDYS via FACEBOOK.

 

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco via email para geral@lux24.lu.
Siga o LUX24 nas redes sociais. Use a #LUX24 nas suas publicações.
Faça download gratuito da nossa ‘app’ na Google Play ou na App Store.
Publicidade
Publicidade