O actor norte-americano Robert Forster

O ator norte-americano Robert Forster, que recebeu uma indicação ao Óscar pelo seu papel no filme “Jackie Brown” (1997), morreu na sexta-feira, aos 78 anos, em Los Angeles, informou o seu agente.

De acordo com a revista digital The Hollywood Reporter, Forster, que nasceu em Rochester – cidade do estado de Nova Iorque – em 1941, morreu devido a cancro cerebral.

A morte do ator aconteceu no mesmo dia em que estreou no Netflix o filme “O Caminho”, derivado do enredo da série “Breaking Bad”, em que Forster teve um dos seus últimos papéis como ator.

Embora tenha tido uma longa carreira, tanto no cinema quanto na televisão, Forster é conhecido pelo público em geral pela parte final de sua carreira, depois de o realizador norte-americano Quentin Tarantino lhe ter oferecido um dos papéis principais no filme “Jackie Brown”.

 

Junto de um elenco liderado por Pam Grier, no qual também figurava Samuel L. Jackson e Robert de Niro, Forster foi nomeado ao Óscar de melhor ator secundário.

A participação neste filme de Tarantino deu ao ator novas oportunidades para trabalhar com prestigiados realizadores como Gus Van Sant, em “Psycho” (1998), ou David Lynch, em “Mulholland Drive” (2001) e na segunda etapa da série “Twin Peaks”.

Forster trabalhou ainda em vários filmes e na série de televisão “Breaking Bad”, muito aclamada pela crítica, protagonizada por Bryan Cranston e Aaron Paul.

O ator repetiu o papel que fez em “Breaking Bad” no recém-lançado “O Caminho”, um filme para a televisão da plataforma digital Netflix, com a realização e roteiro de Vince Gilligan (o criador de “Breaking Bad”), que conta a história Jesse (Aaron Paul) nas horas e dias após o capítulo final da série.

Publicidade