Para evitar o isolamento dos idosos nos lares de terceira idade, centros de cuidados e casas de repouso e para facilitar o contato destes com as suas famílias, o Departamento dos Pensionistas da OGBL exige que sejam dispensados urgentemente testes rápidos para quem visita esses utentes.

Reunido em 11 de fevereiro de 2021, o Departamento dos Pensionistas da OGBL fez uma análise da situação dos idosos e faz questão de expressar a sua gratidão a todos aqueles que apoiaram e continuam a apoiar este grupo da população particularmente afetada pela covid-19 e as medidas sanitárias tomadas pelas autoridades públicas para travar a propagação desta doença infeciosa e perigosa, particularmente entre os idosos.

O Departamento dos Pensionistas da OGBL considera que é necessária uma aceleração da oferta da vacinação normal para ultrapassar o mais rapidamente possível as restrições sanitárias e outras impostas, que podem, a longo prazo, vir a criar outros problemas de saúde, nomeadamente psicológicos, mas também problemas sociais e económicos para vastas camadas da população. Por esta razão, é importante monitorizar os efeitos das medidas sanitárias postas em prática e não só medir o seu impacto na propagação do agente infecioso, o vírus responsável pela doença, mas também ter em conta o seu impacto social e económico nas condições de vida e de trabalho, e no estado geral de saúde dos vários grupos de população. Neste contexto, deve ser dada especial atenção à situação dos jovens, dos trabalhadores em empregos precários e dos trabalhadores mais expostos a riscos sanitários.

É, desde já, óbvio que é necessária uma mudança profunda na política de saúde pública. A saúde pública é um serviço público de interesse geral que deve deixar de estar sujeito às leis do mercado, à eficiência económica a curto prazo ou, pior ainda, ao lucro.

O sistema de saúde, e mais particularmente o sistema hospitalar, deve ser capaz de fazer face a situações excecionais. É melhor ter um sistema com sobrecapacidade do que um sistema com subcapacidade. Este deve ser capaz de reagir em caso de catástrofe ou de emergência sanitária e não estar sujeito a um sistema essencialmente contabilístico e a um planeamento burocrático ditado por restrições orçamentais, que em toda a União Europeia e também no Luxemburgo levaram a uma redução das camas hospitalares, a infraestruturas inadequadas ou mesmo insuficientes e a uma escassez de pessoal médico e de enfermagem. Há anos que os profissionais da saúde em muitos países da União Europeia fazem soar o alarme. Há uma necessidade urgente de uma mudança de direção, de um investimento urgente e massivo em pessoal e infraestruturas. Não o fazer seria de uma irresponsabilidade flagrante.

O Departamento dos Pensionistas da OGBL acredita que a situação atual também revela as insuficiências e deficiências que continuam a existir nos nossos lares de idosos e casas de repouso, bem como no nosso sistema de apoio a pessoas dependentes. Esta questão merece uma análise profunda para melhorar o funcionamento e as prestações dos nossos lares de terceira idade, casas de repouso e o bem-estar das pessoas que beneficiam do seguro-dependência.

Para evitar o isolamento dos idosos nos lares da terceira idade e para facilitar o contato com as suas famílias, o Departamento dos Pensionistas da OGBL exige que sejam dispensados urgentemente testes rápidos durante as visitas.

O Departamento dos Pensionistas da OGBL também estima que o aumento da digitalização da nossa sociedade coloca dificuldades particulares aos idosos, não só da terceira mas da quarta idade. O apoio às pessoas idosas que necessitam de ajuda na utilização de novas ferramentas digitais continua necessário. Mas para além deste apoio, o acesso direto aos serviços públicos e aos serviços financeiros deve continuar a ser garantido.

A crise económica e social que estamos a atravessar exige respostas adequadas. As propostas da OGBL apresentadas no verão de 2020 para uma saída da crise continuam relevantes e pertinentes.

Neste contexto, o Departamento dos Pensionistas da OGBL recorda a necessidade de proteger o nosso sistema de seguro de pensões e as suas prestações, que visam não só a proteção social, mas são igualmente um bem económico para ultrapassar a crise atual. O Departamento dos Pensionistas recorda as críticas da OGBL relativamente à reforma das pensões de 2013 e expressa o seu apoio às propostas concretas da CSL que visam proteger e melhorar os benefícios do nosso sistema, em particular em favor da pensão de base.

——

Empregadas de limpeza manifestam-se em 11 de março

No próximo dia 11 de março de 2021 às 13h30 o Sindicato da Limpeza da OGBL organiza uma manifestação frente à Chambre des Métiers (2, Circuit de la Foire Internationale) em Luxemburgo – Kirchberg.

Esta ação de protesto serve para chamar a atenção de todas as trabalhadoras e de todos os trabalhadores relativamente à situação atual nas negociações da convenção coletiva de trabalho (CCT) o setor da Limpeza. As negociações para a renovação do contrato coletivo chegaram a um impasse ! A Federação das Empresas de Limpeza de Edifícios propõe uma prolongação da CCT atual por um período de 2 anos (2020/2021) sem contrapartidas. O Sindicato da Limpeza da OGBL responde: NÃO, OBRIGADO!

As últimas reivindicações do Sindicato da Limpeza da OGBL são: um prémio (‘prime’) único de 2 % sobre o salário anual (+/- 500 €); e 2 dias de férias adicionais para todas e todos. Estas reivindicações foram recusadas pela federação patronal.

O setor da Limpeza é essencial e indispensável! Os direitos dos trabalhadores também! O atual contexto de crise tornou visível o que não o era antes. A crise sanitária não pode ser um pretexto para recusar toda e qualquer melhoria das condições de trabalho de todas as trabalhadoras e de todos os trabalhadores.

Apelo: Trabalhadora, trabalhador, sabes que estas reivindicações são mais do que justificadas. No entanto, o patronato recusa o diálogo. Isto é intolerável. Mostremos aos patrões a nossa força e que estamos prontas e prontos a lutar pelos nossos direitos. Está na hora de valorizar o essencial ! Defender juntos os nossos direitos ! Por uma melhor Convenção Coletiva de Trabalho para o setor da Limpeza.

Contamos com a tua participação!

Greve da Mulheres 2021 – OGBL

Agenda da OGBL:

– 8 de março: Greve das Mulheres, organizado pela plataforma JIF (Journée Internationale de la Femme- Luxembourg), de qual a OGBL faz parte. Programa: 12h-13h30, Manifestação online, com programação variada durante a hora de almoço para pessoas vulneráveis ou impedidas de participar na marcha. 17h, Marcha Feminista:  ponto de concentração na estação central da cidade do Luxemburgo para marchar até à place d’Armes, no centro da capital, passando pelo Ministério do Trabalho. Uso obrigatório da máscara e distanciamento físico exigido. Mais informações em: www.fraestreik.lu

– 11 de março, 13h30: Manifestação do Sindicato da Limpeza da OGBL frente à Chambre des Métiers (2, Circuit de la Foire Internationale) em Luxemburgo-Kirchberg.

– 20 de março: Assembleia geral do Departamento dos Imigrantes da OGBL. (mais pormenores brevemente).

– 27 de março: Manifestação nacional por uma habitação digna e acessível, a partir das 15h, na cidade do Luxemburgo (mais pormenores brevemente).

– 01 de Maio: Festa do 1° de Maio – Dia do Trabalhador (mais pormenores brevemente).

 

=> A OGBL informa e explica. A OGBL é a n°1 na defesa dos direitos e dos interesses dos trabalhadores e dos reformados portugueses e lusófonos. Para qualquer questão, contacte o nosso Serviço Informação, Aconselhamento e Assistência (SICA), através do tel. 26 54 37 77 (8h-12h, 13h-17h). Até nova ordem e enquanto vigorarem as restrições relativas à pandemia da covid-19, pedimos aos nossos membros para passarem nas nossas agências apenas quando têm marcação (rendez-vous). Para mais informações: www.ogbl.lu. Para se tornar membro: hello.ogbl.lu.

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade