Lago de Remerschen – FOTO Administration Communale de Schengen

Depois da praia fluvial de “Rommwiss” e do lago de Weiswampach, as algas azuis ‘atacaram’ agora em força no lago Remerschen.

O alerta é do Ministério do Ambiente e da Administração da Gestão das Águas, que explicaram que a proibição surge na sequência das análises efectuadas às águas locais, que revelaram a presença de espécies de cianobactérias potencialmente tóxicas.

As toxinas produzidas por estas cianobactérias podem ser perigosas para os seres humanos, fauna aquática, animais domésticos e gado, pelo que é recomendável a não ingestão de água ou peixe provenientes do lago.

Também não deverá banhar-se ou realizar actividades aquáticas ou piscatórias na zona.

Publicidade