O Fotógrafo Peter Lindbergh – FOTO DR / Todos os Direitos Reservados

O fotógrafo alemão Peter Lindbergh, conhecido pelo trabalho no mundo da moda desde a década de 1980, morreu aos 74 anos, anunciou esta quarta-feira a família nas redes sociais.

“É com grande tristeza que anunciamos a morte de Peter Lindbergh. Deixa um grande vazio”, pode ler-se numa mensagem publicada na conta da rede social Instagram do fotógrafo, assinada pela mulher, Petra, a ex-mulher, quatro filhos e sete netos.

As causas da morte, que terá acontecido na terça-feira, não foram reveladas.

Lindbergh nasceu em 1944 e cresceu na Alemanha, onde iniciou uma carreira como fotógrafo antes de chegar a Paris em 1978, ponto que o lançou para as principais revistas de moda.

É considerado um dos fotógrafos mais influentes dos últimos anos dentro da moda, ao trabalhar para publicações como Vogue, Vanity Fair ou Marie Claire, fotografando figuras como Linda Evangelista, Catherine Deneuve ou Naomi Campbell, o que lhe trouxe fama mundial.

 

 

Venceu o prémio de Melhor Documentário no Festival Internacional de Toronto, em 2000, com “Inner Voices”, e teve exposições individuais em locais como o Metropolitan Museum of Art, em Nova Iorque, o Victoria & Albert Museum, em Londres, ou o Centre Pompidou, em Paris.

Em 2001, dedicou um filme experimental à amiga Pina Bausch, numa obra sobre a coreógrafa exibida no festival de Cannes em 2007, e em 2008 realizou com Holly Fisher “Everywhere at Once”.

Estreado no festival Tribeca, em Nova Iorque, é narrado por Jeanne Moreau e junta varias fotografias inéditas da carreira de Lindbergh a excertos de “Mademoiselle”, filme de Tony Richardson.

Entre as várias publicações que incidem sobre o seu trabalho, “Images of Women 2”, editado em 2014, tem uma introdução escrita por Wim Wenders, Peter Handke e Werner Spies, além de “A Different History of Fashion by Lindbergh” (“Uma História Diferente da Moda, por Lindbergh”, em tradução livre), editado em 2016 pela Taschen.

Conhecido pelas fotografias em que capturava as modelos em estado ‘natural’, sem maquilhagem ou grandes acessórios, trabalhou também em vários ‘posters’ de cinema e em capas de álbuns de música, como em vários ‘singles’ de Tina Turner, como “The Best”, além de Jane Birkin, Lionel Richie ou Beyoncé.

Publicidade