Segundo um artigo publicado este sábado no Dinheiro Vivo, o Luxemburgo e a Holanda são os “campeões” do investimento estrangeiro em Portugal, mas há uma explicação para tal!

É que, segundo o artigo do jornalista Luís Reis Ribeiro, a China Three Gorges, dona da EDP, envia dinheiro (empréstimos), mas a origem é Luxemburgo e a Holanda.

Os dois países valem, juntos, cerca de “42% do investimento direto estrangeiro (IDE) parqueado na economia portuguesa”, deixando para trás investidores de referência como Espanha e Alemanha, por exemplo.

Isto acontece, conta o Dinheiro Vivo, porque Luxemburgo e Holanda são a sede de muitas empresas controladas por acionistas portugueses ou muitos não europeus, como a China Three Gorges (CTG), dona de parte da EDP.

Esta situação, refere o jornal online português, faz com que Portugal acabe por ser um “grande recipiente de fluxos iminentemente financeiros para financiar dívida e pagar a acionistas e não tanto de capitais para construir novas fábricas e laboratórios, por exemplo”.

Dessa forma, a esmagadora maioria das empresas do PSI-20 tem uma ou mais ‘holdings’ na Holanda ou no Luxemburgo, pagando “muito menos impostos do que em Portugal” e beneficiando de mercados onde “é mais fácil e vantajoso emitir dívida (vender obrigações)” e onde “há menos burocracia”.

Pelas contas do Dinheiro Vivo, o ranking dos investimentos é liderado pela Holanda (27,8 mil milhões de euros ou 22% do total aplicado em Portugal) e Luxemburgo (24,5 mil milhões de euros ou 20%).

O ARTIGO COMPLETO DO DINHEIRO VIVO PODE SER LIDO AQUI.

Publicidade