Quatro pessoas (três homens e uma mulher) foram detidas por suspeita de burla e desvio de dois milhões de euros à Caixa Nacional de Saúde (CNS) do Luxemburgo.

De acordo com a imprensa nacional, as detenções ocorreram segunda e terça-feira, em Fentange e Ettelbruck, mas só hoje foram publicamente divulgadas pelo Ministério Público.

A mulher, de 52 anos, funcionária da CNS – suspensa de funções desde fevereiro – e os três homens aguardam julgamento em prisão preventiva.

Publicidade