A capitã Carola Rackete / FOTO: Reuters – Todos os Direitos Reservados

A capitã do navio humanitário Sea-Watch 3, Carola Rackete, foi esta terça-feira declarada livre pela Justiça italiana, depois de ouvida em tribunal.

Rackete desafiou o ministro italiano do Interior, Matteo Salvini, e as autoridades portuárias ao entrar sem autorização, na sexta-feira à noite, com o navio Sea-Watch 3 na doca de Lampedusa para que 40 migrantes pudessem desembarcar.

A acusação alegava que a capitã atacou deliberadamente um barco da polícia de fronteira que bloqueava o seu caminho.

Já os advogados de Rackete diziam que ela não pretendia prejudicar ninguém.

Publicidade