A Arcelor Mittal tenciona suprimir 260 postos de trabalho no âmbito de um plano de reestruturação nas fábricas de Belval e de Differdange, no Luxemburgo.

A intenção da empresa líder mundial do aço foi revelada pelo ministro luxemburguês do Trabalho, Dan Kersch, em sede de comissão parlamentar.

Dan Kersch explicou que o número de trabalhadores vai ser reduzido “sem que haja despedimentos”, sendo que a solução passará, por exemplo, por reformas antecipadas.

A justificação da empresa para a supressão de postos de trabalho estará relacionada com o aumento dos preços da produção de aço e a concorrência a nível internacional.

A ArcelorMittal tenciona ainda apostar e investir na digitalização, para vender os seus produtos online.

Publicidade