As reservas de água potável do Luxemburgo podem ser insuficientes para enfrentar a seca prevista para os próximos meses, alertou a ministra do Ambiente, Carole Dieschbourg.

Em resposta parlamentar, Carole Dieschbourg relembrou que o Luxemburgo consome em média 120.000 m3 de água por dia (2/3 provenientes de bacias subterrâneas e 1/3 fornecido pelo lago Esch-sur-Sûre) e que “as reservas de água subterrânea são 25% inferiores às médias dos últimos 40 anos”.

Em caso de escassez de água a nível local, a ministra admite o recurso “à limitação do consumo de água potável de forma voluntária”, mas se o limite crítico de seca (fase laranja/ vermelha) for atingido, o uso de água potável poderá mesmo ser proibido por regulamentação municipal.

Publicidade